A MINHA POLÍTICA É O TRABALHO...

COMENTÁRIOS PARA QUÊ?


Jorge Coelho que, segundo nos informam, «deixou a vida política em Novembro de 2006», vai passar a ser Presidente da Mota-Engil, uma das maiores (talvez a maior) empresas de construção do País.

A notícia é curiosa e didáctica: por ela ficamos a saber que não é «política» tudo o que Jorge Coelho fez, nos últimos dezasseis meses, em defesa da política do governo do seu partido...

Agora, Jorge Coelho anunciou que, devido às novas funções (que também nada têm a ver com «política», obviamente...) vai abandonar a sua colaboração nos média - para não haver confusões, para deixar bem claro que, d hoje em diante, a minha política é o trabalho...

A cadeira de Jorge Coelho no programa «Quadratura do Círculo» - programa que espelha luminarmente o conceito de pluralismo em vigor nos média nacionais - vai ser ocupada por António Costa, Presidente da CML - não para se ocupar de «política», obviamente, apenas para falar...

Comentários para quê? É a democracia deles a funcionar.

6 comentários:

poesianopopular disse...

O (socialismo) á moda Hitleriana é que é!
Como dizia o célebre jornalista que relatava os jogos de futebole cujo nome não me chega á memória em tempo útil " é disto que o meu povo gosta"
Agora sofre as concequências, esperamos que aprenda!
Abraço
José Manangão

samuel disse...

...e ripa na rapaqueca!!!

Haverá sempre grandes empregos para quem vai saindo dos governos... então se fôr em empresas que foram tuteladas pelo ministério em que se esteve, é ouro sobre azul!

Manangão
Se não estou em erro era o Jorge Perestrelo.

Abraços

poesianopopular disse...

Fernando Samuel
Acertas-te era exactamente o saudoso Jorge Perestrelo.
Obrigado José Manangão

poesianopopular disse...

Ói desculpem, mas quem acertou foi o samuel e não o Fernando Samuel, seja como for fiaca tudo em família!
abraço os dois
José manangão

Fernando Samuel disse...

josé manangão: reparaste que o novo tacho do Coelho é a grande notícia nos jornais de hoje? e todos a elogiarem as «enormes capacidades» do homem, é claro...
Abraço.

samuel: «há sempre um grande tacho que espera por si» - podia ser o lema para os governantes da política de direita...

Rui Faustino disse...

Vão FALTAr postes na avenida para gajos como o jorge coelho...