TODOS OS DIAS

O caso conta-se em poucas palavras:
cinco membros da JCP, quatro raparigas e um rapaz, foram detidos pela PSP quando procediam à pintura de um mural na Rotunda das Olaias, em Lisboa; levados para a esquadra, foram insultados, ameaçados e... obrigados a despir-se.
Repito: obrigados a despir-se.

Estamos perante uma situação que espelha luminarmente os danos causados por 34 anos de política de direita aos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos - uma situação que mostra quão longe estamos do 25 de Abril libertador e quão perto estamos do passado que «em Abril, Abril venceu»...

E não se trata apenas de uma prática policial de desprezo pela lei, para o caso a Lei 97/88, que não só legitima a pintura de murais em locais públicos como condena o seu impedimento.
Trata-se, acima de tudo, de um comportamento policial nojento, ascoroso, abjecto, com contornos de doentia perversão.
Os que obrigaram os cinco jovens a despir-se, fizeram-no provavelmente inspirados nas práticas actualmente em voga nas prisões dos EUA no Iraque, em Guantánamo... práticas que, aliás, eram de uso corrente nas salas de interrogatório da sede da PIDE, especialmente em relação a mulheres comunistas que caíam nas garras da tenebrosa polícia política do fascismo.
A confirmar que isto anda tudo ligado...

E é contra tudo isto que lutamos todos os dias. E é contra tudo isto que a luta tem que continuar todos os dias.
Até que o nosso grito «25 de Abril sempre, fascismo nunca mais» deixe de ser necessário e seja apenas a memória de uma luta que vencemos.
Até ao triunfo definitivo de Abril, dos seus valores e dos seus ideais de liberdade e justiça social.

77 comentários:

Manuel Rodrigues disse...

Por isso mesmo, Cravo de Abril, é que nunca é de mais evocar os avisados versos de Bertold Brecht sobre o nazi-fascismo e o seu máximo esbirro, Adolf Hitler:
" Isso que aí está esteve quase para governar o mundo
Mas os povos dominaram-no.
Não desejaria, no entanto, ouvir o vosso triunfante canto.
O ventre donde isso saiu ainda é fecundo."
Para o capitalismo poder prosseguir a sua acção de pilhagem, rapina e exploração vale tudo... Enquanto os povos não o dominarem. E enquanto os povos não o dominarem, a luta continua.

Graciete Rietsch disse...

Temos que lutar, com toda a força e coragem, contra o 24 de Abril que se vai aproximando, aproximando...
Não o permitiremos.

Um beijo.

samuel disse...

Nunca deixaram de andar por lá!

Abraço.

Anjos disse...

E eu que ainda cheguei a pensar que cenas dessas... nunca mais em Portugal!
A nuvem que sobre nós começou a formar-se em 25/Nov/75 está cada vez mais negra...É urgente dissipá-la.

Pelos valores de Abril...
...cumprirei o meu dever cívico em 24 de Nov!

Maria disse...

Alguns elementos da PSP ainda julgam que estamos no 24 de Abril de há 36 anos. É urgente avivar-lhes a memória.

Um beijo grande.

Carlos Henrique disse...

E ainda anda o nosso partido muitas vezes a defender os "direitos" da policia e a exigir que lhes sejam concedidos mais meios para eles exercerem a sua dita profissão que é repremir o povo.
Mais uma vez se prova que a policia "democrática" está ao serviço da democracia capitalista.
um abraço

Carlos Henrique
Seixal

Justine disse...

Há quem siga os bons exemplos vindos dos EUA...

o castendo disse...

Já linkei e já enviei divulgação...

joão l.henrique disse...

A luta que todos queremos vencer:«25 de Abril sempre,fascismo nunca mais».

Um abraço.

Anónimo disse...

Um bófia uma bala,
Um banco uma bomba!

Desculpem o desvio esquerdista mas é o que eu penso sobre o assunto.

João Sequeira disse...

Em português corrente, esta cáfila só tem um nome: uma corja de filhos-da-puta! Desculpai o vernáculo, mas não há outra maneira de chamar os bois pelos nomes...

Anónimo disse...

Olaias --218465773

Mário disse...

Viva a JCP, sempre!!!

Ana Paula Fitas disse...

Cheguei aqui via Nuno Ramos de almeida... vou fazer link e divulgar!
Este não é o Portugal de Abril que lutamos por construir.
Abraço.

Cid Simões disse...

Já está no meu blogue.

Maria disse...

Coloquei no Facebook, para que mais gente possa ler.

Um beijo grande.

Anónimo disse...

Isto é algo completamente revoltante! Quando é que se passou?

smvasconcelos disse...

Inimaginável! Repugnante. Importa denunciar isto! Abril tem de ser respeitado!Malditas políticas de direita que subtraem os direitos e a dignidade humana. Que ninguém se canse de lutar! E que estes indivíduos sejam punidos pela sua perversão indecorosa.
Que revolta!
beijo,

Rogério Pereira disse...

Vim aqui, via link da Ana Paula Fitas, deixar a minha veemente repulsa por tal acto. è preocupante, já que o único entendimento possivel é tratar-se de mera e brutal intimidação...

Terão a resposta necessária!

Abraço

António disse...

Métodos fascizantes e pidescos que jamais imaginaria no Portugal de Abril! Tal como antes da exaltante Revolução do 25 de Abril de 1974, também hoje, amanhã e sempre, a luta é o caminho!

Saudações revolucionárias
António Carvalho

Antonio Lains Galamba disse...

Camaradas: vamos para a rua! vamos pintar (ainda mais) murais! por Abril! Fascismo nunca mais!

ana sara cruz disse...

Onde está a comunicação social que nunca "sabe" destas coisas nem as denuncia? Esses lacaios, pseudo-jornalistas, só dizem o que o patrão manda e vendem-se por um simples ordenado; prostituem-se por uns simples euros e são subservientes ao capitalismo dizendo o que lhes mandam e não o que de facto se passa.
Vamos para a rua, vamos pintar mais e mais murais. Temos que resistir e mostrar a esses filhos da puta que não temos medo. A luta continua. Não nos demoverão de lutar. Viva a JCP. Viva o PCP.

Bormanico pessoa disse...

acho esta acção nojenta e cobarde.

e agora, ninguém faz nada para punir e irradiar esses meliantes de farda pagos por todos nós???

SENSEI disse...

A indiferença

Primeiro levaram os comunistas,
Mas eu não me importei
Porque não era nada comigo.

Em seguida levaram alguns operários,
Mas a mim não me afectou
Porque eu não sou operário.

Depois prenderam os sindicalistas,
Mas eu não me incomodei
Porque nunca fui sindicalista.

Logo a seguir chegou a vez
De alguns padres, mas como
Nunca fui religioso, também não liguei.

Agora levaram-me a mim
E quando percebi,
Já era tarde.

Bertolt Brecht

A LUTA CONTINUA ATÉ ÀS ÚLTIMAS CONSEQUÊNCIAS!

Ouss
Sensei

Fernando Ambrioso disse...

O caso apresentado não transmite o verdadeiro terror pelo qual passaram estes jovens, simplesmente por ser apresentado em poucas palavras.

Marota disse...

Eles não conhecem os limites das suas competências, e como por hábito nada lhes acontece, eles não têm nada a temer. Lutar não é só protestar. Este caso, e muitos outros, tinham que ser levados a tribunal. Como terminou a história? Fica-se por aqui?

Marota disse...

Não se esqueçam! A luta não é "ir pintar mais paredes" a luta é localizar os infratores da lei e fazer com que sejam punidos.

Antuã disse...

Os fascistas andam à solta pela mão de Mário Soares.

Anónimo disse...

A polícia agiu muito bem. Abaixo o comunismo e rédea curta nesssa gentalha que anda por aí e se diz comunista. É cómodo e é fácil ser-se comunista num país onde o comunismo não governa.
Abaixo o comunismo!

Maria disse...

Anónimos com discurso como o das 14:26 não passam de porcos, nojentos e "analfabrutos".
Veja lá, não calhe, um dia, a uma filha ou irmã sua!
Então e a dignidade... desculpem... estes anónimos não sabem o que isso é!

Kruzes Kanhoto disse...

E as gaja eram boas?

GR disse...

Para além da infracção, há também a humilhação.
O pior é que já não são “aqueles” polícias que mal sabiam ler batiam aos pobres e faziam a continência humildemente aos fascistas. Esses já estão reformados.
Os de hoje são jovens com estudos e muito anticomunistas.
A polícia de hoje são robots treinados, não pensantes, ensinados para atacar “Abril”!
Continuemos na rua a pintar, a manifestarmo-nos e a reivindicar!
A minha solidariedade para com os 5camaradas da JCP!

Bjs,

GR

Marota disse...

Gostava também de "dizer" que paredes pintadas não é uma especialidade que muito aprecie. Lx já está tão desleixada que não precisa de mais meninos rabinos a pintarem paredes. Mesmo assim, renuncio a 100 % o acto de abuso de poder destes polícias.

Nelson Ricardo disse...

Vergonhoso! Eles bem se enganam se pensam que isto nos intimida. A têmpera de um comunista impele-nos a lutar contra as injustiças sejam quais for as adversidades que se interponham em frente.

A Luta Continua!

Um Abraço.

editado por vasco morais disse...

Associando-me a este protesto e felicitando os autores deste blogue pela sua corajosa intervenção, permito-me anunciar aqui o blogue que acabo de criar
intitulado «Sem punhos de renda» e que pode ser visitado em http://sempunhosderenda.blogspot.com

Abraços

A CHISPA ! disse...

Esta é mais uma prova concreta da acção "democrática" exercida pela policia.

Por acaso viram por aí os "sindicatos" da policia que agora até já participam nas manifestações do 25 de Abril e 1º de Maio a denunciarem o caso?

Estes e mais alguns milhares de casos de repressão levados a cabo pela policia "democrática" depois do 25 de Abril é o resultado de não se ter levado o 25 de Abril até à Ditadura do Proletariado.

Visitem a "A CHISPA!" e "classecontraclasse.blogspot.com" e comentem os novos textos publicados sobre a aprovação do OGE e as formas de luta que no nosso entender são necessárias levar por diante contra a politica capitalista do governo.

A CHISPA!

Pedro disse...

Recentemente uns simples escritos numas paredes causaram mais de 750 euros de prejuízos !

Ofensas e humilhação policial nem pensar mas pergunto se algum de vós é capaz de apontar os dedos não só aos alegados actos da polícia mas também a esses delinquentes primários !

Os detidos deveriam ser não só obrigados a pagar a limpeza como uma multa dez vezes superiores para perceberem o que custa a vida !

Anónimo disse...

Tristes actos estes da policia. E lembrar que a pintura de murais é um acto legal e consagrado na lei da propaganda politica.

Solidariedade com os camaradas da JCP, a luta continua e estaremos cá para ir cada dia mais longe na luta contra o fascismo, que ainda hora roda por este país, muitas vezes fardado
Viva a JCP e o PCP.

Anónimo disse...

Quando se tem noçoes enviesadas sobre o que é democracia defende-se como liberdade o acto de conspurcar paredes por meninos mimados e parasitas da sociedade. Ai é legal escrever numa propriedade minha "viva o Comunismo"? Então amanhã irei à Sede do PCP pintar na parede do edifício "abaixo o comunismo". Pois é...os camaradas e amigos da coreia do norte já discordam...

Adquim disse...

Anónimo parvalhão das 22:34

Ninguém pintou paredes em propriedade privada. E para que saiba propriedade pública, nomeadamente no seu exterior, pode ser alvo de acções de propaganda política. Aliás, muito recentemente, o Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto, com base em acordãos do Tribunal Constitucional e que fizeram jurisprudência aí há uns anos, deu razão ao PCP em matérias relativas à liberdade de expressão política no ESPAÇO PÚBLICO.
Fale do que sabe seu fascista ignorante.

Por último, como é que você é capaz de humanamente comparar uma inscrição de um mural político (nem que fosse numa propriedade privada o que, repito, não foi o caso) com a acção criminosa e indigna daqueles polícias? Se eu o apanhasse com o carro mal estacionado e lhe desse uma marretada na cabeça você diria que eu tinha razão seu bardamerda?

eduricardo disse...

O que diria a chamada comunicação social democrática se algo de parecido acontecesse numa esquadra de Cuba ou da Venezuela???

Anónimo disse...

A pensar que a rapaziada da JCP até acharia piada porque não é só os EUA e Alemanha Nacional Socialista e o Estado Novo que tinham polícias secretas a ideologia que essa "rapaziada" defende também as tinham e ainda tem! Fala se em PIDE e Guantanamo e porque não se fala em KGB NKVD gulags? Basta ir a Coreia do Norte ou China. Não... É só direita que é "mázinha".

JN disse...

Quem fez isto é cobarde . São fascistas e cobardes quem faz isto e os que os apoiam .Abaixo a repressão fascista da PSP com apoio do actual Ministério do Interior dito da Aministração Interna e da actual comunicação social que democraticamente silencia estes factos que são do seu conhecimento.
JN

Pedro Namora disse...

Os camaradas do Cravo de Abril é que sabem, mas eu gostaria que ex-pides e respectivos descendentes não tivessem acesso a esta caixa de comentários, ainda por cima travestidos de anónimos, para insultar os comunistas.
Uma sugestão: atenta a repressão em curso, que seguramente se vai intensificar ou não fosse o PCP a única força política contra esta política miserável, seria bom que os camaradas se munissem, antes das pinturas, cada vez mais necessárias, de alguns números de telefone de advogados que podem sempre intervir nessas situações. O meu pode ser disponibilizado, até para ajudar a pintar...
É preciso denunciar politicamente os javardos que cometeram o crime e processá-los, para que paguem a infâmia de se terem feito esbirros de pinochet.

Medronheiro disse...

No meu humilde modo de entender penso que a proposta do Pedro Namora é de atender. Pides, bufos e outros fascistas criminosos já têm muito onde se masturbarem e lançar o seu veneno criminoso.

Anónimo disse...

Anónimo das 22.34

Além de que os comunistas se tivessem que aguentar à bomboca, vermes que conservam um esquema heurístico como aquele que aqui deixas latente, em inúmeras ocasiões, mais que pinturas de murais, o que fizeram foi invadir, queimar e destruir centros de trabalho do PCP, agredir e vilipendiar comunistas, não tendo sofrido por tal, ao contrário do acaecido neste caso com 5 jovens, qualquer tipo de contrariedade.

Estás a balbuciar sobre quê, liberdade para o cercado?

Orlando Gonçalves disse...

Isto é um nojo: se não te importas vou linkar e divulgar por todos os amigos e conhecidos.
Estas coisas tem de ser denunciadas.

António disse...

O comportamento destes elementos da PSP é, obviamente, de um revoltante abuso de poder, que exige resposta adequada legalmente fundada.
Porém, estas situações não acontecem só ao PCP, que não é, como afirma o Pedro Namora, "a única força política contra esta política miserável". Se calhar, uma dinâmica de união (com critérios claros) dos portugueses de esquerda e dos seus partidos possibilitaria uma resposta mais forte a casos como este e outros.
Além disso, há um outro aspecto importante a esclarecer: os cinco camaradas foram "obrigados a despir-se" como? Foram agredidos e despidos à força pelos polícias? Ou tiveram medo e obedeceram-lhes?

Fernando Samuel disse...

Um abraço amigo para todos (as) que aqui manifestaram solidariedade com os cinco jovens da JCP.

Lúcia Gomes disse...

Evidentemente, a JCP já deu a resposta necessária. Como tem feito sempre nos casos de intimidação. Aliás, a JCP tem vencido em Tribunal todos os processos-crime que tem enfrentado corajosamente, e muitos destes casos em que são identificados, têm sido arquivados, por falta de prova e por se entender que os militantes estão, efectivamente a exercer um direito constitucionalmente protegido.

Agora perguntar, tiveram medo e obedeceram? Seria desobediência civil, por um lado, não o fazer, e experimente estar numa esquadra cheio de polícias à frente a gritarem consigo.

O camarada que em Leiria foi detido na semana passada, tem também no pescoço as marcas da detenção ilegal.

Ou o camarada do Porto, que em Agosto foi agredido.

Mas a JCP pinta e pintará as palavras de liberdade e de luta, sempre. E exercerá os seus direitos, seja na rua, seja nos tribunais.

lp16 disse...

Vergonhoso.
As Paredes continuarão a ser pintadas. Em Bairros, Vilas, Cidades, Viadutos, seja onde fôr.. E não é a repressão que vai evitar isso.
Força e Solidariedade para com os Camaradas em questão!

maria povo disse...

Desobediencia civil JÁ!!! e queixa judicial também!!!

Foice e martelo nas paredes incomoda muita gente... mas como disse a Lúcia, a JCP exercerá todos os direitos, seja na RUA seja nos Tribunais!!! FORÇA CAMARADA!!!

Os pides e seus descendentes que têm a liberdade de aqui vomitarem ódio, podem ficar descansados porque este COLECTIVO não se curva!!! paciência!!!

Anónimo disse...

Espero que prendam as criaturas. O direito ao graffiti é um eufemismo para os selvagens deixarem a sua marca de merda. Já estava na altura do PC e da JCP acabarem. Vocês não interessam para nada; têm graves problemas psicológicos, lêem a realidade ao contrário, vivem ressentidos com tudo, e não fazem a ponta de um corno pelo mundo. Vão trabalhar se faz favor e deixem as ideias para quem tel alguma inteligência emocional

Sidónio Pais disse...

Por cada comuna que pinta uma parede que não lhe pertence, há que sovar dois!

Anónimo disse...

O Namora é tão democrata, tão democrata, que propõe censurar os comentários de quem não concorda com os alarves que aqui escrevem, e pelo meio, oferece os seus serviços jurídicos como advogado.

O que vale é que já toda a gente conhece o Namora.

Marota disse...

Mas a JCP pinta e pintará as palavras de liberdade e de luta, sempre. E exercerá os seus direitos, seja na rua, seja nos tribunais.

Realmente é pena Camarada Lúcia Gomes, "eles há cá com cada artista" que é de fazer doer o coração. A minha sorte é eu viver longe e não ter que ver essas artes plásticas todos os dias ;) Aqui quem for apanhado a borrar paredes não tem que se despir, tem é que pagar à firma que a câmara contratou para eliminar as artes plásticas em paredes alheias ;). Costuma ficar caro... eu até preferia um streap teasezinho do que ter que pagar esses serviços. Exerçam os direitos nos tribunais, e deixem a rua em paz, porque a maioria, penso eu, não gosta de ver Lisboa toda borrada.

São disse...

Esta alarvidade só mostra como é que os tipos estão a ficar de unhas de fora!!

Boa semaan.

Mário disse...

Auuu! Desde pseudo-pedo-psicólogos a enressabiados, os fachos parecem o bobby do bush, neste caso cheios da larica.

Continuem a ladrar à juventude, que esta tem mais daquilo que vocês nunca tiveram que os próprios opressores de 600€, esses que a continuarão a perseguir no futuro próximo, nas pinturas de centenas de murais que proliferarão por esta marisma.

Não existem mundo diferentes, apenas existem olhos diferentes e alguns ceguinhos.

Abraço Fernando.

M disse...

"Sidónio Pais disse...
Por cada comuna que pinta uma parede que não lhe pertence, há que sovar dois!"
Vocês têm tanta falta de argumento que há-que partir para a "sova" pois bem, vou responder-te com a maior educação que conseguir, pois um comuna como eu, nao vai descer ao nivel de um FASCISTA como tu, pois olha meu amigo é graças á vossa politica que temos o país como está, foi graças a 40 ANOS DE FASCISMO que nao evoluimos. Tivemos os cofres cheio de ouro sim senhora, mas para quê? se maior parte da população andava descalça.que boa experiencia têm você, deviam era estar calados para evitarem a vossa propria humilhação. Vocês é que têm de certeza problemas psicológicos, desde quando é que é normal no séc. XXI ainda haver pessoas a receberem 400e, a viverem sem condições, é vergonhoso, VOCÊS SÃO VERGONHOSOS. Mais uma coisa, pintar opiniões politicas numa parede é permitido por LEI. Aquilo que a aconteceu a camaradas meus é um CRIME. Passe bem, e veja lá se toma juizo :) Boa tarde. Força JCP.

Maria disse...

O Facebook divulgou exaustivamente este teu post. Vi mais de trinta. E ainda bem que toda esta gente leu o que aconteceu com os jovens da JCP!

Um beijo grande.

João Fialho disse...

Talvez o PCP devesse considerar reactivar as células subversivas para instigar o povo português a rebelar-se definitivamente em vez de se ensimesmar na rotina parlamentar que domesticou os partidos de esquerda e fez do PS um partido de direita liberal. Enquanto continuarmos à espera de resultados eleitorais o PCP estará sempre reduzido a "velho do Restelo" na percepção da maioria dos votantes (aqueles que votam PS+PSD+CDS-PP+os partidos residuais de direita abjectos que ainda subsistem por aí). As pessoas dizem à boca cheia que os partidos e os políticos são todos iguais, será que o PCP não percebe o que isso quer dizer? Enquanto estiver a jogar o jogo do liberalismo nunca alcançará o poder e no mais que improvável dia em que isso acontecesse, a direita portuguesa com o apoio internacional se encarregaria de minar, boicotar e fazer ruir o projecto de governação comunista. Mas parece que no PCP abunda boa gente, voluntarista, de fibra, mas poucos estrategas e homens de visão arrojados. Se Fidel Castro tivesse apostado numa hipotética (que não existia, mas suponhamos que estaria para surgir mais tarde ou mais cedo) via parlamentar ainda hoje estaria à espera da sua hora...

E o que aconteceu com a polícia é o espelho de uma sociedade profundamente endoutrinada contra o comunismo e que despreza a liberdade em favor da discriminação. Se tivessem sido filhos de grandes banqueiros ou advogados nem à esquadra teriam ido. E assim se vai intimidando a juventudo do país. Assim se transmite a mensagem subliminar de que ser do PCP é chamar problemas e ser "marginal". O PCP não pode ser fiel à sua matriz ideológica sem considerar a hipótese de Revolução, que é a base do marxismo puro. E por alguma razão se fala em ditadura do proletariado, porque a democracia, particularmente esta sua forma contemporânea, bem visto por Marx, é uma falácia ao serviço da burguesia. O resto é tergiversação face ao problema de fundo: como chegar ao comunismo? O actual sistema eleitoral não o permite e tende a estreitar a janela deixada às franjas políticas (redução de deputados, círculos uninominais, etc.). Entretanto os membros do partido vão-se tornando permeáveis à mediatização da política-espectáculo com debates atrás de debates que nunca levam a lado nenhum e apenas mantêm a ilusão de democracia, à excessiva parlamentarização dos grandes temas nacionais, afastando-os da população em geral que acaba por se alhear deles e a consolidação de um sistema jurídico Kafkiano que aliena os cidadãos da sua importância social. Quem é que sabe se os miúdos cometeram um crime? Ninguém tem a certeza de nada porque a lei é tão intrincada e cheia de nuances interpretativas que tanto pode ser punível como não. E o PCP está dentro desse sistema em vez de o combater seriamente. Se está à espera que o capitalismo se auto-destrua terá que esperar ainda algum tempo/gerações e arrisca-se a herdar um mundo destruído e de tal forma caótico que já nem o comunismo poderá medrar...

Mário disse...

Fialho,

O teu discurso é algo paradoxal, porém, mais importante que isso, a própria assunção do actual paradigma como democracia começa nas tuas afirmações. O mesmo Marx que alvitras já considerava uma ditadura a mera existência do estado.
De começar por algum lado seria escolher que tipo de ditadura interessa ao povo, e essa, como bem defendes, é a do proletariado.

A CHISPA ! disse...

J.Fialho,não é reactivar as células subversivas por si só, que determina a instigação do povo a rebelar-se,muito antes do 25 de Abril,própriamente depois de 1956 essas células existiam e no entanto não conseguiam instigar o povo ao que quer que fosse.O problema está na linha politica pequeno burguesa que o PCP defende, que limita a sua actividade à defesa da Constituição e da democracia burguesa.

Quanto ao resto concordamos com o teu artigo,à que lutar pela Ditadura do Proletariado.

Passa pela "achispavermelha.blogspot.com" e comenta os seus textos.
A CHISPA!

anarco-sindicalista disse...

o que tu pedes, Fialho, é que o PCP deixe de ser o PCP para se tornar noutra coisa qualquer. porque o PCP real, o PCP realmente existente, fez um acordo com o Melo Antunes e vendeu-nos a todos durante o 25 de Novembro a troco de alguns assentos no parlamento. o teu partido não é algo que possa ser usado contra o sistema: já é parte dele desde o inicio.

TheRedHippieTeenager disse...

Eu sou o rapaz que juntamente com outras 4 camaradas foi detido pela PSP, nas Olaias.
Para começar muito obrigado a todos os que nos estão aqui a apoiar.
Segundo, uma correcção, apenas as raparigas foram revistadas, a mim nao me fizaram nada nao sei bem porquê.Supostamente estavam á procura de "Xámon", não sei porque é que pensaram que nós tinhamos droga. as malas e os casacos não foram revistados, pelo que a unica conclusão a tirar do caso é que nos queriam intimidar.
Mais, para todos aqueles que dizem que praticámos um acto ilegal, estão enganados. A lei está do nosso lado e embora o tenhamos dito aos policias, que continuaram sempre a dizer que estavamos a fazer graffitis.

maria povo disse...

RedHippie, da próxima vez que vires que algo de parecido estará para acontecer, não hesites e começa a mandar sms a quem puderes para que se juntem à porta da policia a defender-vos!!! e quando tiverem que fazer propaganda politica nas paredes, não se esqueçam de levar convosco cópia do decreto lei que o permite!!!

foice e martelo para alguns é grafitti... e ainda incomoda muita gente!!!

Anónimo disse...

É falso que as raparigas tenham sido despidas.

André disse...

Só um pequeno aparte.

Os indivíduos cometeram um crime, por isso têm que ser revistados... certo? Fazer graffitis é crime de dano para quem não saiba

português.suave disse...

Aos meninos que acham uma "obra de arte" de intervenção, as suas pintalgadas vermelhas nos muros públicos, eu pergunto se gostariam que eu fosse fazer o mesmo no prédio das suas casas, mas já agora com propaganda do Partido Renovador Democrático.
É que eu tb acho graça aos murais pós 25 de Abril, mas compreendam...o Muro de Berlim já caíu há tantos anos... Estamos já no sec. XXI!!... Para as vossas "brincadeiras" existem espaços como o Muro John Lenon em Praga!!

TheRedHippieTeenager disse...

anonimo das 09:48. elas foram despidas. so as deixaram com as cuecas. nao nos revistaram as mochilas.
André. nao cometemos crime como está escrito no post. a pintura de murais de propaganda politica em muros públicos, que nao tenham uma função importantecomo por exemplo esquadra da policia ou hospital. Não foram feitos Graffitis...
português.suave. se quiseres ir pintar podes, mas e propriedade privada e nao te safavas como nós nos safámos. sabes a lei está do nosso lado, pintares na nossa casa seria um crime e ias preso por destruição de propriedade privada.
O argumento do murro só mostra o quão imbecil tu deves ser...

José disse...

Ao ler estes comentários fiquei com uma dúvida: Vocês ainda existem mesmo ?? Ou tudo isto que aqui expressam é ficção ?? Porque quase parece !! Ou então saído de um mau filme de terror realizado na Europa de Leste há pelo menos uns 40 anos !! Até o Namora aqui bota palavra e com laivos (ou até mais) de censor !! Tudo o que vocês ( os que se apelidam de comunistas ) aqui expressam diz bem aquilo que nos esperaria se todos essses recalcamentos pudessem ser levados à prática !! Felizmente estamos bem livres de vocês e a tendência é que se acabem por extinguir !!

José disse...

Quanto mais leio, mais me arrepio !! Quanto mais "linko", mais me espanto !! Tanto ódio, tanto recalcamento, tanta inveja !! Que personagens são estes que apelam à ditadura ? Alberto Moravia escreveu um dia : " Uma ditadura é um estado em que todos têm medo de um e cada um tem medo de todos " . Pergunto outra vez : Vocês existem mesmo ? Se existem e se são quem penso, é muito descaramento que 4% de portugueses que se manifestam de uma forma tão reles, quererem impôr aos restantes os seus "grandes" ideais !! Vão trabalhar em vez de pintar paredes !!!

José disse...

Para os "meninos" que defendem as "pinturinhas" aqui está o decreto : LEI N.º 97/88 DE 17 DE AGOSTO - Artigo 4.º
Critérios de licenciamento e de exercício

1 - Os critérios a estabelecer no licenciamento da publicidade, comercial assim como o exercício das actividades de propaganda, devem prosseguir os seguintes objectivos:

a) Não provocar obstrução de perspectivas panorâmicas ou afectar a estética ou o ambiente dos lugares ou da paisagem;
b) Não prejudicar a beleza ou o enquadramento de monumentos nacionais, de edifícios de interesse público ou outros susceptíveis de ser classificados pelas entidades públicas;
c) Não causar prejuízos a terceiros;
d) Não afectar a segurança das pessoas ou das coisas, nomeadamente na circulação rodoviária ou ferroviária;
e) Não apresentar disposições, formatos ou cores que possam confundir-se com os da sinalização de tráfego;
f) Não prejudicar a circulação dos peões, designadamente dos deficientes.

Onde é que diz que podem andar a pintar onde lhes dá na real gana só porque é "propaganda política" ? E pergunto novamente, porque é que 96% dos portugueses têm que aturar estes bafientos e saudosistas de Moscovo, cujo desejo era serem ditadores do proletariado ? Gostava de saber era como continuariam a ser proletários quando não tivessem onde trabalhar !!

FilipeX disse...

Meus Senhores:

Pintar muros é sempre crime. Está literalmente no Código Penal. Mais, quando alguém é suspeito de crime e antes de entrar para uma viatura policial tem que ser sempre revistado.

Epá deixem-se de merdices. Isso é apenas uma arrogância de quem pintou as paredes. Quando algum agente da autoridade me aborda tenho sempre o máximo respeito e admito aquilo que faço. Por isso, deixem de ser mesquinhos e sabem que mais? Os polícias trabalham e descontam ao final do mês para que determinadas pessoas possam ter o rendimento mínimo e passem o dia na coirice com o dogma que são vitimas da sociedade.

Viva a segurança!!!! E morte a quem é ladrão e rouba o que não é dele! TRABALHEM para saber o que custa a vida! É bom inventar desculpas para não querer trabalhar e defender-se que A e B são fascistas e capitalistas. Sabem que mais, os extremos tocam-se, por isso tão bom é um comunista como um fascista! São tudo estados de espírito

Anónimo disse...

Que pena dos meninos que nos pintam as paredes das Olaias. Convido os camaradas a virem às Olaias e a verem com os vossos próprios olhos como é que os vossos artistas e aprendizes da vossa ideologia demagogga e ultrapassada!!! Ass: Liu Xiaobo Silva

Pedro Namora disse...

Aos javardolas que nem um comentário dissonante conseguem assumir:


O país vai de carrinho
Vai de carrinho o país
Os falcóes das avenidas
São os meninos nazis

Blusão de cabedal preto
Sapato de bico ou bota
Barulho de escape aberto
Lá vai o menino-mota

Gosta de passeio em grupo
No mercedes que o papá
Trouxe da Europa connosco
Até à Europa de cá

Despreza a ralé inteira
Como qualquer plutocrata
Às vezes sai para a rua
De corrente e de matraca

Se o Adolfo pudesse
Ressuscitar em Abril
Dançava a dança macabra
Com os meninos nazis

Depois mandava-os a todos
Com treze anos ou menos
Entrar na ordem teutónica
Combater os sarracenos

Os pretos, os comunistas
Os Índios, os turcomanos
Morram todos os hirsutos!
Fiquem só os arianos !

Chame-se o Bufallo Bill
Chegue aqui o Jaime Neves
Para recordar Wiriamu,
Mocumbura e Marracuene

Que a cruz gamada reclama
e novo o Grão-Capitão
Só os meninos nazis
Podem levar o pendão

Mas não se esquecam do tacho
Que o papá vos garantiu
Ao fazer voto perpétuo
De ir prà puta que o pariu

Pedro Namora disse...

O poema é do José Afonso!