POEMA

POESIA E PROPAGANDA


Hei-de mandar arrastar com muito orgulho,
pelo pequeno avião da propaganda
e no céu inocente de Lisboa,
um dos meus versos, um dos meus
mais sonoros e compridos versos:

E será um verso de amor...


Alexandre O'Neill

6 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Muito lindo!!!! E com as conotações que lhe quisermos dar.

Um beijo.

samuel disse...

Assim... viva a propaganda!

Abraço.

Maria disse...

E será um enorme verso de amor, eterno.

Um beijo grande.

Justine disse...

A "invenção" do amor...

smvasconcelos disse...

"o amor comanda a vida"...
beijo,

GR disse...

Um verso de amor caido do céu é duplamente, lindo.

Bjs,

GR