25 DE ABRIL DE 1974

«Quem o fez era soldado,
homem novo, capitão,
mas também tinha a seu lado
mutos homens na prisão»


José Carlos Ary dos Santos

5 comentários:

poesianopopular disse...

-é que o 25 de Abril, paríu a Revolução que: há muito estava em gestação, nas prisões nos campos e nas fábricas, e em todo o lado onde estivesse um comunista!
Até amanhã camarada!
Manangão

GR disse...

Lindo, numa quadra Ary di-nos quem fez a Revolução!

GR

Anónimo disse...

Abril de Abril
Era um Abril de amigo Abril de trigo
Abril de trevo e trégua e vinho e húmus
Abril de novos ritmos novos rumos.
Era um Abril comigo Abril contigo
ainda só ardor e sem ardil
Abril sem adjectivo Abril de Abril.
Era um Abril na praça Abril de massas
era um Abril na rua Abril a rodos
Abril de sol que nasce para todos.
Abril de vinho e sonho em nossas taças
era um Abril de clava Abril em acto
em mil novecentos e setenta e quatro.
Era um Abril viril Abril tão bravo
Abril de boca a abrir-se Abril palavra
esse Abril em que Abril se libertava.
Era um Abril de clava Abril de cravo
Abril de mão na mão e sem fantasmas
esse Abril em que Abril floriu nas armas.
Manuel Alegre

Olga Nunes disse...

Anónimo não.
Abril para Sempre!
Olga Nunes

Fernando Samuel disse...

josé manangão: é que sem esses «muitos homens na prisão» o 25 de Abril não teria triunfado...

gr: de facto, está tudo dito nesta quadra...

olga nunes: Abril para Sempre!