SINAIS DOS TEMPOS

Clinton veio a Portugal fazer uma Conferência sobre... não me lembro nem isso interessa, mas há-de ter sido sobre tema tão relevante como os das muitas outras conferências que o homem, desde que deixou de ser Presidente dos EUA, tem andado a fazer em todo o mundo - e que constituem parte grande do seu actual ganha-pão declarado.
As despesas do evento foram pagas por quem cá o trouxe, obviamente.
E quem cá o trouxe, e o foi ouvir ao Museu da Electricidade, foram uns quantos empresários florescentes. Aliás, a Conferência realizou-se no âmbito das comemorações de uma empresa: «Cunha Vaz $ ... », perdão: Cunha Vaz & Associados» - mas, dado o custo elevado da deslocação do conferencista, esta empresa angariou uns tantos patrocinadores para dividir o bem pelas aldeias.

São assim os tempos que vivemos: os ex-governantes do grande capital passam a caixeiros viajantes do grande capital e nessa nova profissão, além de serem bem pagos pelos favores prestados enquanto governaram, governam-se continuando a servir os mesmos interesses que serviram quando foram governantes.

Em resumo: Clinton, veio cá e fez o que sabe: falou para capitalistas. Estes, trazendo-o cá, fizeram o que lhes competia: investiram - sabendo que um personagem de tal gabarito traz sempre consigo, na mala da conferência, ricas propostas de negócios...


Quanto ao custo da conferência, os seus organizadores não quiseram divulgá-lo. No entanto, dizem os entendidos que conferencistas deste calibre não se deslocam por verbas inferiores a 1 milhão de dólares.

3 comentários:

samuel disse...

E foi uma sorte serem empresários "florescentes" (como o povo chama as lâmpadas). Sempre se poupa alguma energia... :)

poesianopopular disse...

É disto que o meu povo gosta, ser explorado, vigarisado,espezinhado, e sempre dócil, ...não lhe vão tirar as migalhas, e então fica sem nada!
Como tudo seria mais fácil se o povo abrisse os olhos, para ver um bocadinho mais além, bastava só um bocadinho!
Abraço

GR disse...

1 milhão de dólares?!!!
Como é que uma empresa de consultoria estratégica de comunicação, dedicada às áreas empresariais e financeira tem tanto dinheiro, para pagar a um traste?
O “anónimos xxi” está a analisar o “Marxismo Histórico”. Releio o Capital, Marx está mais actual e perceptível que nunca.

GR