POEMA

NÃO DIREI

Não direi maçãs rosadas,
nem limões, nem laranjas.

Direi que me gela
o sangue nas mãos
e me enoja viver neste tempo
e neste país.

Não direi maçãs rosadas,
nem limões, nem laranjas;
Gritarei ainda mais alto
e lutarei pela nossa liberdade.

Carles-Jordi Guardiola
(In Poetas Catalães de Hoje)

6 comentários:

GR disse...

Como gostaria de também saber dar assim um grito, tão forte e sentido.
GR

Justine disse...

E que bem se adequa ao nosso país e ao nosso tempo, este poema-grito!

Maria disse...

Este poema bem podia ser dito por nós.... embora eu ache a palavra "enoja" muito forte.
Não é o país que me enoja, são as pessoas que o governam...

Beijos

samuel disse...

Tens mesmo a certeza de que o homem é catalão?

poesianopopular disse...

A mim é o País que me enoja,porque as pessoas que DESgovernam, não estão lá por obra do acaso!
A questão já nem se pôe em saber o que é o PS, mas lá diz o velho ditado "diz-me com quem andas, e dirte-ei quem és"As pessoas têm que ser responsabilizadas pelos seus actos, vivemos no meio das pessoas, todos sabem quem são os comunistas"...e os outros?
Eu não conheço ninguém que diga, que votou neles.

Fernando Samuel disse...

gr: e sabes: este grito é universal...

justine. é um grito que conhecemos bem...

maria: dizemos o mesmo, às vezes por outras palavras...

samuel: ele diz que é, mas... de facto, é muito parecido com um vizinho meu...

josé manangão: mas o que é que leva «as pessoas» a votar contra os seus próprios interesses?...