PORQUÊ?

I - Jerónimo de Sousa esteve, no domingo, no Vale do Ave.
Contactou com populações de diversas localidades e, à tarde, participou num comício com cerca de mil pessoas, em Guimarães.
Falou do desemprego, do emprego precário, dos baixos salários, das desigualdades sociais, da situação dos jovens, dos reformados, dos pequenos empresários - e apontou a causa desse flagelos: a política de direita, de momento executada pelo Governo PS/Sócrates.
Falou da luta dos trabalhadores e das populações como caminho indispensável para derrotar essa política e as suas consequências nefastas - e apelou à participação na manifestação nacional do dia 5.
Reafirmou a disponibilidade do PCP para continuar a integrar essa luta.
Os jornais, as rádios e as televisões procederam a um cirúrgico silenciamento de todas estas iniciativas.
Porquê esse silenciamento?

II - Manuel Alegre, deputado do partido do Governo; Francisco Louçã, líder do BE, e mais uns quantos atrelados comuns aos dois, organizaram um comício para expressar preocupações face às desigualdades existentes no País.
Os jornais, as rádios e as televisões fizeram disso um acontecimento de dimensão nacional: antes, promovendo-o com estrondo; durante, com directos televisivos e radiofónicos; depois, com destaques de primeiras páginas e relatos encomiásticos.
Porquê essa propaganda?

Quem souber que responda.

8 comentários:

samuel disse...

O Vale do Ave "é longe" e tem pouco charme?

poesianopopular disse...

É a campanha anti PCP, por mais que o Partido se expurgue, os parasitas são apoiados, e reanimados, e vivem todos debaixo do "EX," que lhes serve de curriclo par turvarem a água onde beberam e se masturbaren no prato onda comeram, e ao lerem estas palavras vêm já a correr dizer, que por causa destes Estalinistas é que saíram do Partido, e por tal facto, a esquerda está dividida!
Recusaram a sua contribuição, no interesse do colectivo, mas não se importam de serem usados pela comunicação social ao serviço de interesses inconfessáveis. éis os grandes (revolucionários)!

João Aguiar disse...

É a natureza de classe do sistema meu caro :-)

Não é por acaso que os media dominantes os levam ao colo. Se eles fossem um perigo para o poder dominante (governo do Sócrates e para o grande capital) nem uma linha passava nos jornais. Eles são a esquerda do sistema, o "lado esquerdo" da estrutura do sistema. Eles são contra aspectos mais visíveis do sistema. Não são contra os efeitos do sistema (desemprego, precariedade, etc.) mas por minorar o impacto destes para manter a estrutura inalterada. Muito menos, obviamente, são contra o sistema capitalista.

Um abraço

Fernando Samuel disse...

samuel: aí está!...

josé manangão: aí está! (também)...

joão aguiar: e, mais uma vez, aí está!

Abraços para todos.

Maria disse...

é uma questão de classes..... apenas.
afinal o tão publicitado "comício das esquerdas - quais esquerdas? - juntou 700 pessoas......

Até amanhã,Fernando Samuel!!!!
e um enorme sorriso, hoje
(amanhã será uma enorme alegria...)

GR disse...

Uma vergonha não terem noticiado. Quando assim é, sei que as iniciativas do Partido, são muito participadas. Como eles escondem a realidade.
Nada que uma boa fotocópia ampliada do AVANTE! colada num Mupi, não mostre, atodos aqueles que não viram e a muitos que não querem ver!

Amanhã 5 de Junho dia de Luta!
Vai ser uma surpresa para todos nós!

GR

subterraneodaliberdade disse...

Acompanhei a visita de Jeronimo Sousa ao vale do ave do inicio ao fim, estive presente no comicio e vi o interesse dos vimaranenses e o desinteresse da comunicação social.
Esta tentativa de silenciar as posições políticas so PCP são o maior elogio que a direita fascista faz ao meu partido.

Mário Figueiredo

Anónimo disse...

E o Jeronimo de Sousa terá aproveitado para ir a Braga pôr flores na tumba do Conego Melo?

Depois da vergonha na Assembleia da Republica, e do minuto de silêncio, já nada me admirava.