AGUARDEMOS

A Comissão Nacional Justiça e Paz solicitou ao Parlamento que reconheça a pobreza como uma violação dos direitos humanos.
A questão vai ser debatida na próxima quinta-feira e há naturais expectativas sobre a decisão que será tomada.

Em princípio, os partidos da política de direita deveriam estar preocupados com tal debate: por razões várias, a mais importante das quais reside no facto de serem esses partidos os executores da política responsável pela existência em Portugal de mais de 2 milhões de pobres.
Ora, se a pobreza passar a ser considerada como violação dos direitos humanos, é imperioso concluir igualmente que esses partidos violam os direitos humanos desde há, pelo menos, 32 anos.
E, porque os responsáveis têm nome, há que escrever na lista negra dos violadores dos direitos humanos... todos os nomes - desde Mário Soares a José Sócrates, passando por Pinto Balsemão/Freitas do Amaral, Cavaco Silva, António Guterres, Durão Barroso/Santana Lopes, isto para falar apenas de primeiros-ministros, porque se, como é justo fazer, incluirmos os nomes dos ministros, secretários e sub-secretários de Estado, enfim de todos os membros de todos os governos, então a lista é infindável...

É claro que, independentemente do que, na próxima quinta-feira, o Parlamento decidir sobre a matéria, a pobreza é, de facto, uma brutal violação dos mais elementares direitos humanos.
E o facto de até agora não ter sido considerada como tal (aqui, em Portugal como no resto da Europa!...) é bem revelador do conceito de direitos humanos que povoa as cabeças dessa longa lista de governantes que, ao serviço dos aumentos das fortunas de uns escassos milhares de exploradores, atiram para a pobreza e para a miséria milhões e milhões de humilhados, ofendidos, explorados.

Em todo o caso, aguardemos por quinta-feira...

4 comentários:

poesianopopular disse...

Não alimentem esperanças, o interesse deles, depende da pobreza, qunto mais pobres houver mais ricos els ficam, a não ser que a hipócrisia faça um milagre!
Aguarde-mos serenamente!

samuel disse...

Seria necessário terem alguma coragem...

pintassilgo disse...

Não ficarei admirado que eles votem favoravelmente remetendo as responsabeilidades para entes inexistentes. Eles são capazes de tudo.

Fernando Samuel disse...

josé manangão: não há milagres...

samuel: coisa que não... lhes sobra...

pintassilgo: é bem provável que seja isso que vai acontecer.