RUA, JÁ, SUA GRANDECÍSSIMA...

Ingrid Betancourt - lembram-se dela? - deslocou-se ao México a fim de agradecer à Virgem de Guadalupe a sua libertação.
E justificou a viagem: «Quando estava na selva foi a ela que dirigi as minhas preces» - e ela, a Virgem, ouviu as preces e salvou a Ingrid.

Quer isto dizer que a morada oficial da Virgem de Guadalupe é no México, e é aí que ela atende pessoalmente os seus devotos - como o comprova esta visita de agradecimento de Ingrid.
Quer isto dizer, ainda, que a Virgem, como boa Santa que se preza, também faz visitas ao domicílio - como o comprova o contacto tido com Ingrid quando esta estava lá longe, na selva.
Depois, entre a casa e o trabalho, a Virgem lá vai libertando algumas ingrides dos seus cativeiros - o que não só confirma o carácter elitista das virginais libertações, como explica a razão pela qual a Virgem não utiliza os seus supremos poderes para, por exemplo, libertar os colombianos todos do narco-fascista Uribe...

Bom, mas adiante: a Ingrid aproveitou a deslocação a casa da Virgem e pediu-lhe, presumo que de mãos postas, «para salvar os seus companheiros ainda presos».
Ao que consta, a Virgem ter-lhe-á respondido assim: pedidos teus, minha cabra, nem mais um, tens andado aí a correr mundo, a pavonear-te por todo o lado e só agora é que me vens agradecer?, és uma ingrata: e digo-te mais: já estou arrependida de te ter libertado, rua, já!, sua grandecíssima...!

Também ao que consta, a Ingrid saíu e foi organizar mais uma grandecíssima manifestação de dezassete pessoas, em apoio do democrata Uribe...

7 comentários:

Maria disse...

Isto até mete nojo.
Desde que foi libertada a "incursão" feita ao serviço de quem lhe paga tem sido vergonhosa, mas também outra coisa não seria de esperar...
... nem a virgem de guadalupe a aguenta... :))

Um beijo grande

samuel disse...

... e alternadíssima!

Ludo Rex disse...

Boa resposta, a da virgem...
Abraço

Ana Camarra disse...

Valha-me a Virgem de Guadalupe!

GR disse...

Se essa… Ingrid em vez de se pavonear e prestar serviço aos seus amigos fascistas, lutasse! Intercedesse, para a libertação dos “5 Cubanos” presos injusta e ilegalmente, desde o dia 12 de Setembro de 1998 nos EUA, para que não continuassem com os sucessivos assassinatos na Colômbia (17-12-08) como o do indígena Edwin Legarda, marido da dirigente indígena Aída Quilcué, libertassem os colombianos agrilhoados e lutasse por tantas outras causas justas.
Se senhora de Guadalupe respondeu assim, fez muito bem!

GR

Antuã disse...

Destas vírgens gosto eu.

Anónimo disse...

Este sitio é uma casa séria , não uma casa de alterne. Rua com a cabra!!!