COISAS DO BPN

Um jornal de hoje conta uma elucidativa história passada com Óscar Silva - «a mente brilhante» que Oliveira e Costa levou para o BPN, como responsável da Administração BPN-Créditus, no Porto.
Em 1998, Óscar Silva foi a Inglaterra assistir a uma prova de automobilismo. Para o efeito viajou no jacto privado do BPN e levou consigo alguns amigos - e, «Para animar a viagem, fez-se uma escala num país do Leste para recolher prostitutas»...
O BPN pagou as despesas.

Tal escala parecia estar nos hábitos do homem do BPN no Porto, já que era hábito de Óscar Silva «reunir com os parceiros da Administração da BPN -Créditus, em casas de alterne portuenses, em memoráveis noitadas que animaram boites como O Calor da Noite ou A Taverna do Infante, à época propriedade do seu amigo Reinaldo Teles».

Não há dúvida que o BPN estava entregue a gente qualificada. Em todos os aspectos.


Por seu lado - e noutra vertente da superior gestão BPN - Dias Loureiro veio dizer que aceita ser ouvido pelas instâncias que estão a investigar o caso BPN - mas que não será ele a dar o primeiro passo.
Como é sabido, Dias Loureiro é membro do Conselho de Estado e segundo o artigo 15º do Estatuto daquele órgão, os seus membros «não podem ser peritos, testemunhas ou declarantes sem autorização do Conselho» - e sem «uma audiência do membro em causa com o Presidente da República».
Aguarda-se, então, que as referidas «instâncias» dêem o primeiro passo - para que Dias Loureiro dê, depois, os passos que faltam...

9 comentários:

Chalana disse...

Com um bocado de sorte, tropeçam todos

Zé Malhado disse...

Tenho uma palavra para isto: nojo. desculpem a expressão, mas nao tenho palavras para isto. oxalá que se faça justiça. espero que a justiça nao seja só forte com os fracos.
Um grande abraço

Maria disse...

É tudo gente séria, como se pode ver.
Tenho nojo destes gajos e de quem os protege e quer "safar".

Um beijo grande

Maria disse...

Como bandos de malfeitores, encobrem-se e protegem-se uns aos outros. Espero sinceramente que alguém, PGR ou PR ou qualquer outro faça alguma coisa.

Outro beijo

Ludo Rex disse...

Vamos ver se dão... Esta canalha farta-se de aldrabar a malta. Veremos se pagam pelas aldrabices...
Abraço

Ana Camarra disse...

Qualificadissimos, altamente qualificados!

Um beijo

samuel disse...

Eu cá acho até algo "poético"... carregado de simbolismo...
Não tendo tempo para estarem junto das mães reais (que não têm culpa de nada disto) faziam os possíveis para ir para junto das mães simbólicas... como bons filhos.

Fernando Samuel disse...

Chalana: e com um bocado de «sorte», safam-se todos...
Um abraço, camarada.

Zé Malhado: o problema é que... a justiça dominante é a justiça da classe dominante...
Um abraço.

Maria: quem espera sempre alcança?
Um beijo grande.

Ludo Rex: pagar, pagar... não pagam...
Um abraço.

Ana Camarra: o privado é que é qualificado...
Um beijo.

samuel: e assim regressam todos às origens...
Um abraço.

Antuã disse...

Mafiosos repelentes.