AS RUAS E AS CIDADES

Como é sabido, os EUA e o Iraque assinaram um «pacto de defesa», segundo o qual as forças norte-americanas de ocupação se retirariam do país até 2011.
No entanto, há dias, um porta-voz do Governo iraquiano declarou que não era assim, que «as forças norte-americanas não se retirariam completamente do país» nessa data - porque «as forças de segurança do Iraque precisam de dez anos para substituir totalmente os militares norte-americanos». Ora, 2008 mais 10, faz 2018...
A declaração deste porta-voz foi, de imediato, desmentida num comunicado emitido pelo primeiro-ministro iraquiano.
Aparentemente, tudo ficou esclarecido.

Digo «aparentemente» porque, no dia seguinte, o general Ray Odierno - responsável máximo pelas tropas de ocupação - discursando numa cerimónia realizada em Bagdade, na qual estava presente o secretário da Defesa, Gates, revelou que «algumas tropas dos EUA vão permanecer nas cidades iraquianas depois de 2011».
E se ele o disse...

Atenção: o facto de as tropas permanecerem nas cidades parece ser crucial para o bom esclarecimento da questão, pois - como explicou o general Odierno - o que o «pacto de segurança» prevê é... «a retirada das tropas das ruas»...
Ou seja: em 2011 as tropas norte-americanas abandonarão as ruas das cidades iraquianas e ocuparão apenas as cidades...
O que é muito diferente, não acham?...

9 comentários:

Ludo Rex disse...

Enquanto houver lá petróleo, os gajos não se vão embora... Esta diz-me o meu pai... E acho que vai ser assim, claro.
Um Abraço

Crixus disse...

Cá está a mudança do Obama. As tropas vão deixar as ruas e ficar só nas cidades, talvez proximo das sedes do poder e das multinacionais, por exemplo.

Maria disse...

A diferença é substancial, como substancialmente diferente vai ser a política do presidente eleito em relação ao ainda... esse...

Um beijo grande

poesianopopular disse...

Eles nem se dão conta, do ridículo das situações, tal é a cegueira!

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

Espera lá! Mas essa não era a Guerra que só durava uma semana?!
Tens a certezaque ainda lá estão?Missão Humanitária.

beijos
Deve ser para ajudar,

Jorge disse...

As tropas têm muitos sítios onde ficar:
http://www.globalsecurity.org/military/facility/iraq.htm

Aqui e a partir daqui poderão aplicar os célebres «safanões dados a tempo» que, como nós sabemos por experiência própria, não constituem tortura.

Garantirão, assim, que os negócios prossigam como sempre.

salvoconduto disse...

Totalmente diferente, até porque dá jeito ter tropas estacionadas no Iraque para quando lhes der um "vaipe" sobre o Irão.

samuel disse...

E talvez nem sejam assim mesmo tropas, TROPAS!... Se calhar é meia dúzia de rapazes e raparigas que gostaram tanto do clima e da recepção... que resolveram ir... ficando.

Fernando Samuel disse...

Ludo Rex: o teu pai é que sabe...
Abraço.

crixus: nas cidades, isto é, onde for necessário para garantir a democracia, os direitos humanos, etc, etc.
Um abraço.

Maria: esse...esses... eles...
Um beijo grande.

poesianopopular: o mal é para quem sofre as consequências do ridículo...
Abraço.

Ana Camarra: está a durar um bocadinho mais do que o previsto...
Um beijo.

jorge: e o negócio é tudo...
Abraço.

salvoconduto: tropas ocupantes fazem sempre jeito...
Abraço.

Samuel: é capaz de ser isso...
Abraço.