POEMA

FÁBULA


O lobo foi ter
com a galinha
e disse-lhe:

«Devíamos conhecer-nos
melhor para vivermos
com amor e confiança».

A galinha achou bem
e foi com o lobo.

Foi por isso que as suas
penas ficaram espalhadas
por todo o lado.


Brecht

9 comentários:

samuel disse...

Lá está... pôs-se na "posição"...

Abraço

GR disse...

Porque razão há ainda quem confie em falinhas mansas?
Grande Brecht.

GR

Fernando Samuel disse...

samuel: exactamente!...

Um abraço.


GR: há sempre uma galinha ingénua para um lobo vivaço...
Um beijo.

poesianopopular disse...

F Samuel
Por incrível que nos pareça, esta ainda faz sentido nos tempos que correm.
Abraço

Anónimo disse...

Mas como encontras sempre o que precisamos ouvir?

Eu também acho que a unidade não se pode fazer com quem não a quer.

O nosso Partido tem uma longa história,sempre ao lado do povo, sempre presente nas suas lutas o seu programa e estatutos, são os que melhor servem o povo.
Outros partidos, criados de vários fragmentos são uma especie de bomba de aremesso.
Outros, são tão usados, tão ao serviço de quem nos explora, tão conhecidos do antigamente, que não enganam, mesmo vestidos de novo
Depois há o P.PS, que tem um governo que é o conto de Ali Bá Bá e os 40 Ladrões1
Pobre País!
Mas a luta continua e VENCEREMOS
Abraços
Lagartinha de Alhos Vedros

Maria disse...

Esta não conhecia.
e foi "na mouche"...

Um beijo grande

Ludo Rex disse...

Brecht, não podia estar mais certo... Acautelemos-nos com o lobos que por aí andam...
Abraço

Antuã disse...

Há por aí muito cérebro de galinha!...

Fernando Samuel disse...

poesianopopular: ó se faz!...
Um abraço.

Lagartinha de Alhos Vedros: ora então, muito bom dia. Gostei de te conhecer.
Um beijo, camarada.

Maria: beijo grande.

Ludo Rex: eles andam por aí...
Um abraço.

Antuã: é o que não falta...
Um abraço.