OS VOOS DA CIA

Toda a gente sabe que aviões da CIA, transportando prisioneiros de (e para) as várias prisões do Império espalhadas pelo mundo, fizeram escala em aeroportos portugueses.
É também do conhecimento geral que esses voos ocorreram durante sete anos, ou seja, durante os governos PS/António Guterres; PSD/Durão Barroso; PSD/Santana Lopes e PS/José Sócrates.

Só o Governo português diz desconhecer tais voos...
E, para esclarecer o caso, foi posto em andamento um inquérito a cargo da Procuradoria Geral da República - inquérito de que já aqui falei, há uns meses atrás, lamentando que estivesse tão demorado e que, pelos vistos, ainda não está pronto...

Agora, o jornal espanhol El Pays divulgou «documentos secretos», segundo os quais o governo dos EUA pediu autorização aos governos espanhol e português para que os voos da CIA fizessem escalas em aeroportos dos dois países.

Aparentemente, tudo estaria esclarecido...
Mas não: comentando a notícia do El Pays, o ministro Luís Amado afirmou, peremptório, que não existem quaisquer pedidos de autorização das autoridades norte-americanas para esses voos.
Pelo que:
1 - a ser verdade o que diz o ministro Amado;
2 - a ser mentira o que dizem os «documentos secretos»;
3 - sabendo-se que os aviões da CIA escalaram mesmo aeroportos portugueses,

a única conclusão a tirar é que os EUA, sem passar cavaco aos quatro governos acima referidos, utilizaram ilegalmente aeroportos portugeses.

Então, a coisa é isto (como diria Camilo):
ou os aviões da CIA estiveram cá e os governos sabiam - e nesse caso estão a mentir aos portugueses e a justiça portuguesa deve actuar, castigando devidamente tão perigosas mentiras;
ou os aviões estiveram cá sem os governos terem conhecimento disso - e nesse caso, o governo deve apelar à justiça internacional para que actue contra estas violações do espaço aéreo e do território nacional perpetradas pela CIA.

Sobre tudo isto, o ministro Amado - que os EUA amam como se fora seu filho - informou uma vez mais que «há um inquérito na Procuradoria» e que deve «esperar-se pelo resultado das investigações»...
Esperemos, então, pelo resultado do «inquérito».

9 comentários:

do zambujal disse...

Daqui a uns meses talvez o Amado ministro faça como o seu amado Bush e diga que lamente ter sido enganado e, por isso, enganado o povo português e sido conivente, como os seus antecessores, com uma histórias escabrosa de violação dos direitos humanos, coisa de que falam mas que ingoram o que seja.

Crixus disse...

Porque é que eu acho que sou capaz de adivinhar o resultado desse "inquérito"?

samuel disse...

Bom... acho que vou buscar uma cadeira confortável...

GR disse...

Como se fosse possível um avião utilizar espaço aéreo, sem o país em causa saber!
Desrespeito total pelo Povo português.
Se esse troglodita tivesse vergonha e o mínimo de respeito pelos Direitos Humanos.
Temos um governo de Pinóquios!

GR

Fernando Samuel disse...

do zambujal: é o que, muito provavelmente, irá acontecer...
Um abraço.

crixus: talvez seja a experiência a segredar-te isso...
Um abraço.

samuel: esperemos, então. Pacientemente...
Um abraço.

gr: se tivesse...: eis a questão...
Um beijo.

poesianopopular disse...

Como muito bem disse Marx "o capital não tem Pátria", e não é que o homem tinha razão!
Abraço

Maria disse...

Eu espero deitada... porque nem sei se algum dia teremos o resultado de tal inquérito...

Um beijo grande

Antuã disse...

Mas algum inquérito desses é conclusivo?

Fernando Samuel disse...

poesianopopular: pois tinha...
Um abraço.

Maria: pode ser... sabe-se lá... talvez daqui por uns anos...
Um beijo grande.

Antuã: até agora, parece que não...
Um abraço.