POEMA

O SONHO


Pelo Sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo Sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?

- Partimos. Vamos. Somos.


Sebastião da Gama

4 comentários:

Justine disse...

Um dos poucos poemas que sei de cor. Como é belo!!

Dá-nos mais Sebastião da Gama, sim?

poesianopopular disse...

Grande poeta de Azeitão
"É pelo sonho que vamos" porque o sonho comanda a vida, sería isto que Sebastião da Gama pensava!

Lúcia disse...

Grande poema. Comovo-me sempre e lembro-me dele tantas vezes na minha vida...
Pergunto-me que percurso teria feito este homem, mediante o regime de então se não tivesse morrido tão jovem.

Fernando Samuel disse...

justine: Sebastião da Gama veio para ficar...

josé manangão: não há como os poetas para se entenderem no que respeita ao SONHO...

lúcia: certamente um percurso a caminho do SONHO, se não tivesse morrido aos 28 anos.
Obrigado pela visita e pelo comentário.