OPERAÇÃO SANTOS POPULARES

A ASAE anunciou que «vai estar atenta aos arraiais» dos santos populares.
Quer isto dizer que a sardinha assada, a bifana e o coirato vão estar sob o fogo da prestimosa Entidade que, certamente, disponibilizará para o efeito o grosso dos seus efectivos - os quais não vão ter mãos (nem luvas) a medir para bem cumprirem a meritória tarefa.
Quanto aos vasos de mangericos, nada foi dito, mas digo eu que não é improvável que sejam tomadas medidas para proibir de vez o perigoso hábito de envolver o mangerico com a mão e, depois, levar a dita ao nariz para aspirar a agradável fragrância...
E sabe-se lá que outras surpresas nos estarão reservadas para o próximo Santo António.

Entretanto, o ministro Jaime Silva continua a caprichar em ser publicamente desmentido, quer pelo omnipotente António Nunes, quer pela simples verdade dos factos.
Foi à Assembleia da República garantir aos deputados que «nada na lei impede que um proprietário de turismo rural sirva aos seus hóspedes um arroz de cabidela feito com uma galinha criada e abatida na sua propriedade» - e logo o omnipresentel António Nunes o corrigia: não, não, senhor ministro, só se o abate das galinhas for feito no matadouro...
Na mesma Assembleia, o ministro garantiu, ainda, que «nenhum produto tradicional está em causa neste país» - e logo os produtores de queijo da Serra da Estrela o desmentiram com factos incontestáveis.

Assim vão as coisas no Reyno de José Sócrates.
Até ver.

8 comentários:

poesianopopular disse...

O PS não é um partido ,-é uma empresa onde os sócios, começam a não se entender, e isso é muito bom para os trabalhadores.

Crixus disse...

Nos anos quarenta e cinquenta andavam brigadas dos bons costumes de fita metrica nas praias a medir os fatos de banho dos veraneantes. Agora temos a nova brigada dos bons costumes, costumes esses que, como de costume, são definidos por algum senhor a mesa de um ministerio ou por um qualquer director geral com poderes ditatoriais.

Sal disse...

...E algo está podre no reyno de José Sócrates....

beijinhos

GR disse...

A ASAE é a nova polícia, actua psicologicamente contra a população.
A verdade é que a população faz exactamente o que eles querem. Nem todos!
Não fumem nos cafés! Não por causa do fumo, mas da tertúlia.
O que eles querem é a cereja em cima do bolo, trabalham e tudo fazem para colher o fruto, em Setembro!

Já nem eles concordam com as leis que fazem!
O cognome deste Rey é, “O Destruidor”

GR

samuel disse...

Bom... também não é nada demais...

Os mangericos terão de ser cheirados com recurso a palhinhas descartáveis.
As sardinhas, abatidas em matadouro, serão assadas em instalações industriais devidamente equipadas e licenciadas, embaladas em vácuo à unidade e transportadas para o arraial onde num prazo máximo de 1 dia, serão comidas pelos foliões, que por sua vez se deixam comer pelo governo e a ASAE.
O cheiro característico a sardinha assada e o fumo, serão garantidos por uma grande empresa holandesa de efeitos especiais.
Mais alguma pergunta sobre as festas?

Antuã disse...

Não há qualquer dúvida de que a ASAE é a PIDE dos grandes grupos económicos.

Maria disse...

Isso mesmo, até ver.
Até este povo, que é o meu, querer.
Dia 5 está quase aí. e outros dias se seguirão....
Ah, e vamos a ver se há sardinha para o Santo António....

Fernando Samuel disse...

josé manangão: quanto mais desentendidos, melhor...
Abraço.

crixus: isto anda tudo ligado...
Abraço.

sal: shakespeare não diria melhor...
Beijo.

gr: D. Sócrates, o Destruidor: não está mal...
Beijo.

samuel: se o Nunes lê o teu comentário... estamos tramados...
Abraço.

antuã: mais coisa menos coisa...
Abraço.

maria: até este povo, que é o nosso, querer...
Beijo.