POEMA

EFICÁCIA

Um comunista nunca fala de ódio.
Palavras que não leva para casa:
vingança, violência, lucro, promoção,
destruição, solidão, desprezo, ira.

Por simples eficácia:
nada de peso inútil sobre os ombros.


Mário Castrim

10 comentários:

samuel disse...

Todo o viajante inteligente viaja leve...

Sal disse...

Mário Castrim.
Tenho saudades das suas críticas televisivas, que muito me faziam rir pelo humor negro, por vezes. Ainda era muito nova para perceber o que escrevia nas entrelinhas.

bjs

poesianopopular disse...

Grandes palavras, enorme poema, a intelig�ncia posta ao servi�o do colectivo,como diz a sal, h� pessoas pelas quais n�o podemos deixar de n�o sentir saudades!
Abra�o
Manang�o

Crixus disse...

Ser comunista é ser igual mas tambem é ser diferente, e estas são sem duvida algumas das principais... Abraço

GR disse...

O Castrim é fabuloso!
Sempre com palavras curtas mas, cheias de sabedoria.


GR

Justine disse...

Ah como eu sei(empiricamente) que aquilo que o poeta diz é verdade!!

Fernando Samuel disse...

samuel: nem mais...
Abraço.

sal: tenho saudades dele...
Beijo.

josé manangão: é isso...
Abraço.

crixus: algumas, dizes bem.
Abraço.

gr: o Castrim era (é) assim...
Beijo.

justine: a importância do conhecimento empírico...
Beijo.

zambujal disse...

Fiquei tão contente com este "post".
Sobretudo, depois do comentário da justine.
Não sei porquê... ou sei porquê mas não digo!

Fernando Samuel disse...

zambujal: nem é preciso dizeres...

Maria disse...

Vou levá-lo comigo.
Vou precisar dele um dia destes....

beijo