O PORTO DE ABRIGO

Os terroristas que actuam na América Latina têm nos EUA um porto de abrigo seguro e certo sempre que a sua actividade é detectada e, quando podem, fogem do país onde actuaram.
Não admira, já que, na sua maioria, eles são formados nas experientes escolas de terrorismo daquele país - que é, também, o principal organizador, financiador e beneficiário das actividades terroristas que desenvolvem.

Assim, centenas de mercenários do terror, responsáveis pelos mais bárbaros crimes - como Posada Carriles e Orlando Bosh, para citar apenas dois exemplos - vivem nos EUA, uns gozando de chorudas reformas, outros preparando-se para novas incursões terroristas.

Para lá foi ( e lá está) há uns meses um boliviano chamado Branco Marinkovic.
Filho de um nazi croata, formado na Universidade do Texas, e um dos maiores latifundiários da Bolívia, Marinkovic foi o criador de um grupo terrorista que actuava na região de Santa Cruz e, em meados de 2009, preparou uma acção visando assassinar o Presidente Evo Morales - acção que Marinkovic financiou com 200 mil dólares.
Esse grupo terrorista incorporava vários mercenários europeus (o irlandês Michael Dwyer; o húngaro Arpád Magyarosi) e era chefiado pelo mercenário croata, Eduardo Rózsa Flores.

O grupo terrorista foi desmantelado pelas forças revolucionárias bolivianas e os terroristas que lograram fugir, refugiaram-se... na casa paterna.
E lá estão.
No porto de abrigo seguro e certo.
Na pátria do terrorismo.
Nos Estados Unidos da América.


Registe-se que todos estes facínoras estavam também ligados a organizações nazis muito activas:
Marinkovic liderava a FULIDE, organização que, nas suas manifestações fazia questão de exibir cruzes suásticas, e que estava ligada à Fundação Friedrich Naumann (alemã) - esta, por sua vez, estreitamente ligada ao Departamento de Estado norte-americano.
Por seu lado, um dos assessores principais de Eduardo Rózsa Flores - Jorge Mones Ruiz, é dirigente da UnoAmérica, fundação nazi ligada à CIA.
Registe-se ainda que estas organizações nazis tiveram presença activa nas Honduras ao lado dos golpistas de Micheletti.

Tudo isto a confirmar o acerto do poeta que um dia escreveu que «isto anda tudo ligado»...

13 comentários:

samuel disse...

Que verdades tão inconvenientes.
Estas coisas sobre a pátria da "democracia" não são para se saber...

Abraço.

Maria disse...

Pois anda... e não é que são sempre os mesmos?

Um beijo grande.

Antuã disse...

É a sifilização ocidental.

poesianpopular disse...

E quem tiver dúvidas, que vá ás fontes, para ficar com certezas, porque como dizia o poeta - isto está tudo ligado,(só não vê, quem não quer ver).
abraço

filipe disse...

Portanto, "todos bons rapazes"...
A confirmar que as práticas terroristas constituem de há muito a política oficial dos EUA, politica hoje prosseguida - e até intensificada - pelo "mudancista" e "democrata" Obama, hoje (felizmente) já com a máscara muito rasgada.
Abraço.

LGF Lizard disse...

Bem, até se percebe. Para os fascistas vermelhos tudo o que seja anti-comunista ou seja não-comunista é automaticamente rotulado de "nazi".
E para onde queriam que os "conspiradores" (entre aspas, porque, como sempre, nada foi provado...) fugissem? Para Cuba?

É necessário ocultar, por todos os meios, que o nacional-socialismo e o comunismo são irmãos gémeos. Aliás, Von Mises em “O Estado Omnipotente” mostrou, preto no branco, que o programa económico de Hitler pôs em execução 8 das 10 medidas urgentes preconizadas por Marx no Manifesto Comunista...

Almeida disse...

Os castrados mentais de vez em quando aparecem por aqui. O que nós vemos e lemos, apesar da censura nazi, prova que o Governo americano é criminosamente terrorista. Não confundo Governo com povo, isso deixo para os castrados mentais.

Graciete Rietsch disse...

Cravo de Abril, tu tão sereno, tão documentado, tão verdadeiro, não merecias as atrocidades que por aqui aparecem. São baixas e sem fundamentos. É assim já aconteceu com a 1ª República e com o 25 de Abril, dá-se-lhes espaço e eles apoderam-se dele para destruir o mundo diferente que se pretende construir. A nós querem tirar-nos o espaço todo.
Um beijo camarada e obrigada pelo que nos dizes e pelos maravilhosos poemas que vais trascrevendo.

GR disse...

A guerra, a repressão, a fome será a pretensão destes terroristas, tentando impor uma nova ordem social. Eles pretendem mas o Povo Resiste!
Bjs,
GR

joão l.henrique disse...

Mais uma lição de História.
Perante tamanha realidade,fico peocupado, como ainda existem pessoas que teimam em querer ser cegos...!
Abraço.

CRN disse...

Fernando,

O fascismo é uma realidade, a luta é uma necessidade, sempre o foi e assim será até a vitória final.
Por outra parte, passando os olhos pelos comentários, vejo alguns que tentam que por eles passe também a sem razão, mas é dificil, todos temos uma razão para apostar por determinado comportamento, por vezes limitações, outras, o medo do desconhecido, etc.
A modo de comparação, "kafkiana", entre o respeito pela liberdade que a direita preconiza - nessa ditadura oligárquica a que chama democracia - e aquela que incessantemente procuram os comunistas, começando pela ditadura do proletariado, não necessitamos sequer referir apelar a mais exemplos que o que acontece neste blogue e o que se vive na "pátria da liberdade": Aqui, como podemos constatar, são admitidos comentários favoráveis, mas, assim comentários (que considero degradantes para alguém que se propõe arauto do anti-comunismo primário, mas comum aos seus iguais)contrários à realidade contrastável sobre a qual aqui se escreve. Não obstante, nessa "pátria" liberal, alguém assume a possibilidade publicar uma revista, um blogue, um jornal, que teça criticas ao establecido e que os seus redactores exibam simbolos como por exemplo a foice e o martelo? Qual seria a reacção? Passividade? Tolerância? Agrilhoamento?
Escrever sobre uma realidade, o Marxismo-Leninismo, sem dados reais... Como é que se denomina?

Ana Camarra disse...

Palavras para quê?!
O costume, infelizmente, espera só para ver o que eles vão fazer no Haiti, quem treinou Bin Laden, tantas coisas que mete nojo...


beijo

Fernando Samuel disse...

samuel: a «pátria da democracia» é intocável...
Um abraço.

Maria: é o... mais do mesmo...
Um beijo grande.

Antuã: essa também é boa (a juntar ao prémio ignóbel..)
Um abraço.

poesianopopular: quem não quer ver ou quem está programado para não ver...
Um abraço.

filipe: mesmo assim ainda andam por aí uns quantos a aplaudir a máscara...
Um abraço.

LGF Lizard: Pois.

Almeida: que os EUA são o maior centro de terrorismo do mundo, não há dúvida - e, como dizes, não se deve confundir governo com povo...
Um abraço.

Graciete Rietsch: E assim acontecerá enquanto o capitalismo for o sistema dominante...
Um beijo.

GR: e é nessa resistência que está o futuro.
Um beijo.

joão I. henrique: a nossa informação é uma pequenas gota de água no oceano imenso da desinformação organizada.
Um abraço.

CRN: os ideólogos do anticomunismo- e os seus papagaios - não têm pruridos de qualquer espécie: fazem o que for necessário para impor a sua ideologia e para impedir tudo o que se lhes opõe.
Um abraço.

Ana Camarra: Viva!, Viva!:cá estás tu, outra vez!
Um beijo de boas vindas.