TRÊS ESTÓRIAS DE ENGANAR...

Aqui ficam três estórias, cada uma delas exemplar, no seu estilo e área, deste tempo danado que vivemos.

A ISENÇÃO

Diz-nos o DN de hoje que o New York Times, em 1960, enganou-se no nome de um dos protagonistas do filme «West Side Story» - e que, agora, 40 anos passados corrigiu o erro.
É por estas e por outras, conclui o DN que «o New York Times é respeitado como um jornal isento e que se corrige a si próprio em casa de falhas».
Nesta minúsculas coisas se vê como é fácil um jornal ser «isento»...
E é caso para dizer que isenção e água benta cada jornal toma a que quer...


A MÉDIA

Também segundo o DN de hoje - e certamente, no âmbito da intensa campanha em curso para «demonstrar» os «êxitos» do Governo de Sócrates - a Direcção-Geral de Recursos Florestais, divulgou uma informação segundo a qual, no ano corrente, o número de fogos e de área ardida ficou muito abaixo da média da última década.
Com este recurso à «média», a DGRE apaga na «década» o facto de este ano já ter havido mais área ardida e mais quase dois mil fogos do que no ano passado...
Está visto: na média é que está o segredo...

A FESTA

Conta-nos ainda o DN que na festa do PSD no Pontal a speaker de serviço - presidente da JSD de Tavira e de seu nome Sofia Minhalma - se fartou de speakar pedindo «aos cerca de 1200 presentes» (parece que sem resultados por aí além) que dessem vivas ao PSD e agitassem muito as respectivas bandeirinhas partidárias.
A dada altura, sempre tentando animar as hostes, contou «três anedotas de políticos, que arrancaram (algumas) risotas e (fracos) aplausos».
Finalmente, talvez já em desespero de causa (isto digo eu), a jovem speaker Minhalma, gritou que quem ali estava estava na «maior festa política em território continental».
Minha Nossa!


16 comentários:

alex campos disse...

A senhora é bem capaz de ter razão, será a maior festa política, dentro do conceito que eles têm de política, cujo já é por demais conhecido.

maria teresa disse...

"Três estórias de enganar...", imediatamente me vem à memória "Três pavanas" de Gerardo Mello Mourão, não pelo conteúdo do texto em si, mas por outras analogias que é impossível aqui expor, falta espaço.

poesianopopular disse...

É bem-feito!
Estas são as estórias que a maioria dos portugueses merecem, os ridículos ridicularizam-se uns aos outros, e assim se vão divertindo, à custa de alguns que trabalham, e ainda não perceberam!
Lá chegaram!

Crixus disse...

Tem graça, parece-me que costuma haver nos primeiros dias de Setembro uma festa que não tem qualquer comparação em termos de dimensão com qualquer outra que se realize em Portugal continental e nas suas imediações, mas tal como a speaker do PSD não me consigo lembrar do nome... Talvez a senhora do PSD lá devesse ir para ver o que é a maior festa politica em territorio continental.

samuel disse...

Eu no passado dia um fiz anos e contra tudo o que é costume, estavam presentes mais do que três pessoas...
Acho que durante o jantar alguém disse "isto está bonito, está!..."
Conta como festa política de grande ou de média envergadura?

Abraço

linhadovouga disse...

Ontem, numa distribuição do jornal da Festa do Avante! à entrada da feira de S. Mateus, um indivíduo aparentando ter entre os 18 e os 25 anos (um "jovem", dizem eles) olhou desiludido para o jornal, que recebeu, lamentando "ainda se fosse o jornal da feira!". A isto retorqui "essa é muito melhor que a feira", ao que o cromozito respondeu "não, não há nada melhor que isto". Vê-se a grandeza de horizontes do homúnculo.
Mas não me parece que este tivesse qualquer responsabilidade partidária de maior, ou que o convidassem para speaker do que quer que fosse.
A vontade cega de trepar dessa sem alma não deve olhar a meios (como noutros exemplares da espécie), pelo que mentir é coisa fácil e banal.

sousa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francelina Pirolito disse...

Segundo fonte bem informada,a estrutura concelhia de Tavira do PCP vai oferecer-lhe uma cassete da Festa do Avante, para ver ser a menina fica a saber qual é a "maior festa política do território continental!"

Maria disse...

Abençoada ignorância humana, ai a minh'alma...

Um beijo

Anónimo disse...

Eh pá: não assustem a rapariga, logo com a grandeza do Seixal; deixem-na começar por Braga, para se ir mentalizando...
rui silva

Fernando Samuel disse...

alex campos: cada partido tem a «sua» festa: a que merece...

maria teresa: não conheço as «Três Pavanas» - mas aqui tem todo o espaço de que necessitar...

josé manangão: e vão-nos divertindo...

crixus: essa festa do primeiro fim de semana de setembro não existe, tal como não existe o partido que a organiza que, como se sabe, «definhou» e «morreu»...

samuel: depende ... do speaker...

linhadovouga: mentir por ignorância ou (e) por hábito...

francelina pirolito: e depois a rapariga diz que é uma montagem...

maria: minh'alma, minh'alma...

rui silva: ... ou por uma jornada de trabalho na Atalaia..

Coluna disse...

por Braga e por Beja. para não falar de muitas outras iniciativas politicas do nosso PArtido.

Fernando Samuel disse...

coluna: exactamente!

Antuã disse...

pode ser que a menina PSD um dia use a cabeça para pensar.

Fernando Samuel disse...

antuã: pode ser...

Pedro disse...

A Festa do «Avante!» é, sem dúvida, a maior festa político-cultural do território continental. Do território continental europeu.