INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DO SILÊNCIO

Desculpem a insistência, mas não posso deixar passar em silêncio a insistência do DN na gritaria sobre o «silêncio» da velha senhora.
Hoje, é mais uma página: a 24. Desta vez para - além da reincidência em ir ouvir o Passos Coelho repetir o que ontem disse... - mandar palpites sobre qual será o conteúdo do discurso que a senhora pronunciará em... 7 de Setembro, daqui por quinze dias... - o discurso da quebra do voto de silêncio...
Sobre o conteúdo do dito discurso o DN garante que «cresce a expectativa» - tanto mais quanto se trata desse momento solene que é a pasagem à segunda fase da «estratégia do silêncio»...

Curiosamente - vá lá a gente entender esta maneira de informar... - a página 25 do DN (exacto: a que se segue à 24...) deita por terra parte grande quer do que diz a página anterior, quer de tudo o que ontem foi dito em cerca de três páginas e grita assim:
«Líder do PSD quebra silêncio» e «exige explicações a Sócrates» sobre «o aumento da criminalidade»...
Quer isto dizer que a «estratégia do silêncio» deu lugar à estratégia da interrupção voluntária do silêncio...
Quer isto dizer que o discurso de 7 de Setembro já não vai ser o do fim do silêncio...
Quer isto dizer que nada disto diminui a expectativa em torno do esperado discurso - antes pelo contrário...
Como o DN fará o favor de nos ir demonstrando nos próximos dias...

Não prometo não voltar ao assunto...

7 comentários:

poesianopopular disse...

Por mais publicitado que seja , o produto está em queda, a concorrência Sócretina cobre todas as variantes á direita de si própria.
É realmente um desespero, que tem tanto de ridículo como de ignóbil da parte dos propagandistas!

zambujal disse...

É curioso, no Expresso-economia vinha um artigo daquela colaboradora habitual chamada Manuela Ferreira Leite. É a mesma qdo silêncio para que do silèncio se fale?
Um abraço

Maria disse...

Eu não faria uma promessa dessas, até porque é curioso ter sido escolhido exactamente o dia 7 para a senhora falar. Não sabemos quantas vezes será quebrado o silêncio antes da quebra do silência... dia 7. Nem tão pouco os temas que a levarão a quebrar o silêncio, se for o caso, antes do... dia 7.
Caramba, porque terá ela escolhido o dia 7?

Um beijo grande

Antuã disse...

Dia 7 é o dia do comício de encerramento da Festa do Avante. Está tudo premeditado. ao princípio ainda pensei que a Velha Senhora, tendo origens para os lados da Torreira, queria fazer coincidir a sua berborreia com a noitada de S. Paio. Mas o problema é o PCP.

Fernando Samuel disse...

josé manangão: daqui por uns tempos, inevitavelmente, o Sócrates vai à vida - e os donos da política de direita precisam de quem o substitua... (e só com a luta conseguiremos que parar a alternância)
Um abraço.

zambujal: o silêncio dela é assim, umas vezes de motu próprio, outras vezes de moto... mediático...
Um abraço.

maria: para a senhora é o dia do encerramento de uam coisa chamada Universidade de Verão do PSD...
Um beijo.

antuã: ... Universidade que coincidentemente encerra no dia em que encerra a nossa Festa...
Um abraço.

Anónimo disse...

Será que a "estratégia do silêncio" tem como objectivo - quando acabar - o silenciar da Festa do Avante?

rui silva

Fernando Samuel disse...

rui silva: é bem possível...
Um abraço.