A ARTE DA MANIPULAÇÃO

Diz o Público de hoje que:
«Teerão envia carta a Solana sem responder a oferta sobre nuclear»

E diz, ainda que:
«O Irão abre caminho a novas sanções».

Pelo que:
«Os seis grandes vão hoje reunir por teleconferência e decidir qual o passo seguinte quanto a sanções a aplicar».

Lendo tal notícia, o leitor despevenido concluirá... o que o Público quer que conclua, ou seja que:
1 - o Solana fez uma boa «oferta» ao governo iraniano;
2 - este não respondeu à boa «oferta» e, por isso, o Irão está a «pedir« novas sanções - sendo bem vinda «a reunião por teleconferência dos seis grandes»...

Ora,
1 - aquilo a que o Público chama «oferta» é a intimação feita ao Irão para suspender de imediato o seu programa nuclear;
2 - com a «promessa» de, se cumprir a ordem, ser aliviado de sanções - e se não cumprir, ver as sanções agravadas, podendo ir até ao bombardeamento do país.


Esta é a comunicação social dos tempos actuais.
Destes tempos em que o domínio do mundo está nas mãos dos facínoras que há 63 anos, em Hiroshima e Nagazaki, cometeram o mais bárbaro crime da história - e que hoje, na base da força bruta, se arrogam o direito de decidir quem deve, ou não, ter armas nucleares...

3 comentários:

poesianopopular disse...

Quando será que as pessoas percebem que estes fantoches, pensam que estão a falar para atrazadinhos mentais?
Quem disse a estes palhaços que eles são os donos da verdade?
Isto não são invensões, dos comunistas! Leiam, pensem, e vejam se não existe semelhança entre isto e a estória, do lobo e do cordeiro.
Desde que existe a bomba atómica, os AMERICANOS, foram os únicos até hoje - que se serviram dela para matar pessoas, algumas ainda hoje sofrem os efeito da radio-actividade, e os fantoches europeus coboram com estes assassinos.
Quem tem coragem para desmentir isto?

Maria disse...

"Bush e seus apaniguados no seu melhor", é só o que me ocorre dizer...
Amanhã vamos assistir a mais uma provocação deste louco na Tailândia... e ele não sai da Casa Branca sem fazer mais outra das dele, infelizmente, (e não me agrada nada pensar no que pode vir aí)...

Um beijo

Fernando Samuel disse...

josé manangão: eles não desmentem, porque desmentir significava desmascararem-se...
Um abraço.

maria: o que aí vem (com este ou com o seu sucessor, seja ele qual for) não será coisa boa, antes pelo contrário...
Um beijo.