POEMA

A CAMISOLA


Sou filho de família muito humilde,
tão humilde que duma cortina velha
me fizeram uma camisola.
Vermelha.
E por causa dessa camisola
nunca mais pude andar pela direita.
Tive de ir sempre contra a corrente,
porque não sei o que se passa,
que todos que a enfrentam
vão sempre de cabeça ao chão.
E por causa dessa camisola
não mais pude sair à rua
nem trabalhar no meu ofício
de ferreiro.
Tive de ir para o campo à jorna,
pois assim ninguém me via.
Trabalhava com a foice.
e apesar de todos os males,
sei trabalhar com duas coisas:
com o martelo e a foice.
Quase não compreendo como a gente
quando me via pela rua
me gritava: Progressista!
Eu julgo que tudo era
causado por ignorância.
Talvez noutra circunstância
já tivesse mudado de camisola.
Mas como gosto muito dela
porque é quente e me consola,
peço-lhe que nunca se faça velha.


Ovidi Montllor

9 comentários:

Ana Camarra disse...

Que delicia!
Não conhecia, obrigado.

Eu cá nasci pequena burguesa mas com uma componente enorme sempre para a esquerda: canhota de nascimento (corrigida á força), nunca morei num qualquer andar direito, até tenho um defeito no coração, o meu lado esquerdo é maior!
Por isso o meu coração bate mais depressa!

É pela esquerda que vamos!

Beijos

poesianopopular disse...

Porque será que os cravos vermelhos não embelezam os andore?
Porque será que fazem gaúdio das passadeiras vemelhas?
Porque será que rebatizaram o vermelho por encarnado?
Deixa pra lá, sou eu que tenho mau feitiu!
abraço

Maria disse...

Foi a pele que ele vestiu, e chamou-lhe camisola. A pele que nós vestimos, e que vai connosco para onde vamos.
No próximo dia 1 é para a rua!

Não conhecia este poema.
Obrigada. Vou levá-lo para o pôr lá no cheiro.

Um beijo amigo

samuel disse...

Algumas pessoas mais dadas ao desperdício, nem sonham o que uma peça de roupa pode durar... desde que se goste dela de verdade.

Ludo Rex disse...

Sempre pelo lado esquerdo da Vida... Um Abraço

Sal disse...

Lindíssimo.
E inspirador.
E sabes que por estes dias há mais gente a vestir uma camisola vermelha?
É porque é feita de bom material!
bjs

Hilário disse...

Fernando,
Eu adoro muito a minha camisola, e vou ficar com ela até ao fim dos meus dias, independentemente de ela vir a ter alguns remendos.

É com esta minha camisola, sempre quente no Inverno e fresca no Verão que eu me sinto pronto para combater as injustiças neste País e no Mundo.
É com esta camisola que eu me sinto pronto para as batalhas que se avizinham.

Um Abraço

Antuã disse...

Vermelho cor do sangue que Jesus derramou condenado por sacerdotes e imperialistas.

Fernando Samuel disse...

ana camarra: épela esquerda que vamos... de vermelho...
Um beijo.

poesianopopular: porque o vermelho é a COR..
Um abraço.

maria: lá estaremso todos no dia 1.. com as nossas camisolas vermelhas...
Um beijo.

samuel: quando é assim, dura... vidas...
Um abraço.

ludo rex: e sempre de vermelho.
Um abraço.

sal: é material de primeira qualidade..
Um beijo.

hilário: esta nossa camisola, temo-la sempre vestida...
Um abraço.

antuã: o nosso vermelho!
Abraço.