POEMA

POEMA DE ABRIL


A farda dos homens
voltou a ser pele
(porque a vocação
de tudo o que é vivo
é voltar às fontes).
Foi este o prodígio
do povo ultrajado,
do povo banido
que trouxe das trevas
pedaços de sol.

Foi este o prodígio
de um dia de abril,
que fez das mordaças
bandeiras ao alto,
arrancou as grades,
libertou os pulsos,
e mostrou aos presos
que graças a eles
a farda dos homens
voltou a ser pele.

Ficou a herança
de erros e buracos
nas árduas ladeiras
a serem subidas
com os pés descalços,
mas no sofrimento
a farda dos homens
voltou a ser pele
e das baionetas
irromperam flores.

Minha pátria linda
de cabelos soltos
correndo no vento,
sinto um arrepio
de areia e de mar
ao ver-te feliz.
Com as mãos vazias
vamos trabalhar,
a farda dos homens
voltou a ser pele.


Sidónio Muralha

(«Poemas de Abril» - 1974)


Com este poema chega ao fim o ciclo dedicado a Sidónio Muralha.
O próximo convidado do Cravo de Abril é Mário Dionísio.

8 comentários:

Graciete Rietsch disse...

O ciclo chegou ao fim e fechou com chave de ouro.
Obrigada camarada e um beijo.

smvasconcelos disse...

Confesso-te que tenho pena que já chegue ao fim... este poeta é-me tão caro!... E este poema de Abril é comovente!
Um beijo, e obrigada pela boa poesia.

Maria disse...

Que poema mais lindo para acabar esta série dedicada a Sidónio Muralha!
E sinto um arrepio bom....será uma questão de pele.

Um beijo grande.

duarte disse...

e pronto... fiquei sem palavras.
resta-me a pele, que será farda enquanto cá estiver!!!
ENORME.
abraço do vale

samuel disse...

Belo final!
Foi um ciclo altamente proveitoso... pelo menos para mim. :-)))

Abraço.

Fernando Samuel disse...

Graciete Rietsch: vamos ver se no próximo ciclo também há chaves de ouro...
Um beijo.

smvasconcelos: obrigado ao Poeta...
Um beijo.

Maria; é uma questão de pele, podes crer...
Um beijo grande.

duarte: resta o essencial.
Um abraço.

samuel: e também para mim...
um abraço

GR disse...

Espero que tenha chegado ao fim, por agora, mas que volte novamente.

Lindo, este poema de Abril!

Bjs,

GR

Fernando Samuel disse...

GR: um beijo muito amigo.