DIA MUNDIAL DA PAZ

O dia 1 de Janeiro é o Dia Mundial da Paz.
As razões de tal designação estão ligadas, certamente, mais a um desejo, a um voto - o de que o ano que começa seja mais pacífico do que o ano que acaba... - do que a qualquer avaliação objectiva da realidade no mundo.
De facto, a paz mundial é coisa que está longe, muito longe, de ser uma realidade.
E que só o será quando o sistema capitalista - fautor de guerra porque baseado na exploração e na opressão - for substituído pelo sistema socialista - fautor de paz porque basaedo no fim todas as formas de exploração e de opressão.
E esse dia está, infelizmente, ainda longe...

Assim, neste dia 1 de Janeiro de 2010 - Dia Mundial da Paz - ficámos a saber que, a partir deste mês, mais cerca de 35 mil soldados norte-americanos começarão a juntar-se aos 70 mil que já se encontram no Afeganistão - e que também os chamados «aliados da NATO»: a Grã-Bretanha, a França, Portugal, etc, vão aumentar os seus contingentes naquele país.

Quer isto dizer que, nos próximos meses, a guerra de ocupação do Afeganistão vai intensificar-se.
Com mais mortos. Com mais estropiados. Com mais feridos. Com mais sofrimento.
De parte a parte, sem dúvida - mas, sem dúvida também, mais de uma parte do que de outra...

Os números que chegam neste Dia Mundial da Paz apenas referem as baixas dos invasores norte-americanos.
Dizem-nos as notícias que no ano de 2009, morreram no Afeganistão 319 soldados norte-americanos - mais do dobro dos que morreram em 2008.
Mesmo acrescentando a estes 319, os oito agentes da CIA mortos anteontem, certamente este é um número inferior ao número de afegãos vítimas inocentes da invasão - que hão-de contar-se por milhares.
E quanto aos estropiados, aos feridos e ao sofrimento, nem se fala: a guerra é ali, no Afeganistão; é ali que caem as bombas e que as armas disparam semeando a morte - e os EUA estão a milhares de quilómetros de distância...

Tal como estão - e sempre estiveram - a milhares de quilómetros de distância de todas as guerras em que participaram.
Ou não fosse o imperialismo norte-americano o maior de todos os exportadores de guerras.

O ano que hoje começa vai ser, portanto, um ano com mais guerra do que o ano que ontem findou: é isso que nos dizem as notícias chegadas neste Dia Mundial da Paz...

9 comentários:

LGF Lizard disse...

Os comunistas são uma piada. Com que então o sistema socialista é "pacífico"... e as invasões da Polónia em 1919/20, a invasão novamente da Polónia em 1939, da Finlândia em 1939/40, a ocupação dos países de leste após 1945, a invasão da Hungria em 1956, da Checoslováquia em 1968 e do Afeganistão em 1979? E a invasão do Tibete em 1959? E a invasão da Coreia do Sul em 1950?
O vosso sistema é tudo menos pacífico.
Mais uma tentativa vossa de reescrever a História. Sem muito sucesso, aliás. O mundo sabe bem o banho de sangue provocado pelo comunismo. É por isso que a Humanidade rejeita o comunismo. Como rejeitou o nazismo, o fascismo e a escravatura.

poesianopopular disse...

É impressionante, como a máquina de guerra mais poderosa do mundo, consegue fazer crer que os outros é que são o perigo para o mundo, invadindo-os matando pilhando, para depois chegarem à conclusão que afinal foi um equivoco.
Mais impressionante ainda -é conseguirem arrastar para as suas posições bélicistas e de rapina, aqueles a quém chamam de aliados, que mais não são do que cãezinhos amestrados e submissos ás ordens do seu domador.
E mais impressionante ainda, é saber-mos que o único pais do mundo que teve a ousadia de fazer uso da Bomba Atómica e cujo poderio bélico pode arrazar o mundo, tem como presidente o continuador de todas as guerras sendo ao mesmo tempo o Prémio Nobel da paz!
Eu disse que era impressionante? Pensando melhor, talvez não!
Abraço camarada

samuel disse...

E por mais absurdo, abjecto mesmo, que possa parecer, têm fervorosos apoiantes...

Abraço.

smvasconcelos disse...

Lamentavelmente , tens razão...:(
beijo,

Maria disse...

E irónico constatar que o Dia Mundial da Paz foi comemorado hoje, quando bombas caíram ontem sobre várias cidades e países a mando do... homem que é prémio nobel da... paz.

Um beijo, agora triste

Anónimo disse...

Ó Bama! Bama!
Já aqui!
Senta!
Já ali!
Ataca!
Morde!

M. Santos

Antuã disse...

Eis a paz do Prémio Ignóbel da Paz.

Crixus disse...

É perturbador pensar que chegamos a 2010 e cada vez há menos hipoteses de uma paz duradoura, sincera e justa. Tudo isto com uma gigantesca máquina de propaganda que perpetúa a guerra. A nossa luta é também uma luta pela paz

Fernando Samuel disse...

LGF Lizard: Pois.

poesianopopular: mais e pior do que impressionante, é... natural: porque o capitalismo é o crime.
Um abraço.

samuel: os criminosos têm sempre quem os apoie... caso contrário já não existiriam...
Um abraço.

smvasconcelos: ...razão para lutar...
Um beijo.

Maria: o capitalismo é assim...
Um beijo de esperança e confiança.

M.Santos: para a casota, já!...
Um abraço.

Antuã: a guerra é a paz dele...
Um abraço.

Crixus: a nossa luta é, essencialmente, uma luta pela Paz.
Um abraço.