POEMA

POEMA DO NOSSO FUTURO


Há-de trazer os nossos traços,
e a tua confiança, e a minha rebeldia,
e o dia, aquele dia, o nosso dia,
e eu hei-de recebê-lo dos teus braços

para que seja grande esse momento,
para que seja meu e teu,
- não hás-de ser como a Virgem Maria
que teve um filho que caiu do Céu...

- Hás-de embalar vertigens e cansaços.
Depois, hás-de parir em sofrimento,
para que seja grande esse momento
e eu possa recebê-lo dos teus braços.

Talvez eu consiga, então,
beijar a Vida nos olhos, devagar,
e dar-lhe o meu perdão,

- se ainda souber perdoar... -


Sidónio Muralha

5 comentários:

Maria disse...

Há-de trazer os nossos traços, sim!

Um beijo grande.

samuel disse...

O nosso futuro... havia de ter os traços de quem?!

Abraço.

smvasconcelos disse...

O futuro parido com sofrimento e luta...
beijo,

poesianopopular disse...

A natural evolução, nas palavras do grande poeta Sidónio Muralha.
Abraço

Fernando Samuel disse...

Maria, samuel, smvasconcelos, poesianopopular: às vezes o futuro é um filho que vai nascer...

Abraços e beijos.