UM TRIO E PÊRAS

A obamamania cresce e alastra como fogo em restolho seco - e muito especialmente a obamamania de esquerda, ou seja, a admiração pela suposta postura de esquerda de Obama.

Manuel Alegredeclamou de sua justiça: depois de enaltecer «a grande lição de democracia que os EUA, através das primárias democráticas, deram ao mundo», salientou que «a palavra poética voltou a ser necessária e o discurso novo de Obama tem algo a ver com a poesia», porque mostra «a necessidade de poesia, esperança e sonho na política» - e «a inspiração das palavras de Obama é um sinal de mudança».
Alegre e Obama: eis um poético duo de esquerda.

Para Mário Soares, 1: «Obama é a esperança»; 2: «a vitória do afro-americano nas presidenciais será por si só, um revolução cultural nos EUA»; e 3: «a candidatura de Obama é portadora de mudanças radicais na América e na sua relação com o mundo».
Soares e Obama: eis um prosaico duo de esquerda.

Entretanto o verdadeiro Obama prossegue a sua viagem pelo Médio Oriente, produzindo declarações velhas - da idade do Bush, do Clinton, do Bush-pai, do Reagan... - como as que aqui reproduzimos no passado domingo.
Declarações que, mais poéticas ou menos poéticas, confirmam o essencial: as ambições de domínio do mundo por parte dos EUA - um domínio do mundo de esquerda e carregado de poesia, como não se cansam de anunciar Alegre e Soares.

Alegre, Soares e Obama: um trio e pêras.

6 comentários:

samuel disse...

Fernando Samuel: eis um certeiro post (este sim) de esquerda.

GR disse...

Estes três sujeitos têm (para além de outras) uma coisa em comum, um anticomunismo atroz!
Proponho que dois deles façam uma viagem só de ida, até aos States.

GR

zambujal disse...

Boa!
O Alegre, que não pára de se fazer triste, já "declamou" de sua justiça (boa!); o Soares, que com a idade ainda consegue refinar as "qualidades", já proclamou a democraticidade e a esquerdalhice do Obama.
Não falta (mais) nada... em verso e com bochechas!
Abraço

poesianopopular disse...

São dois bodes velhos
E um ainda cabrito
Metam no rabo os conselhos
E com isto:- tenho dito!

Anónimo disse...

Obama não fala com racionalidade. Ele sabe que não pode tirar nos próximos 5 ou 10 anos as tropas do Médio Oriente. Tenho duvidas quanto à sua capacidade politica se ganhar. É preferivel o McCain ainda assim. Com a sua experiencia politica podera controlar melhor a região e combater mais eficazmente o terrorismo.

J.Z.Mattos

Fernando Samuel disse...

samuel: pela esquerda é que vamos...

gr: e já agora, que façam boa viagem...

zambujal: é assim essa «esquerda»: em verso e com bochechas...

josé manangão: e disseste... o que pensas...

J.Z.Mattos: para «combater o terrorismo»?: entre os dois venha o diabo e escolha.