GUILLERMO RIVERA FÚQUENE

No dia 22 de Abril, desapareceu, em Bogotá.
Ontem foi anunciado que o seu corpo, sem vida, foi encontrado.

Era dirigente sindical e militante comunista - duas razões para, no regime narco-fascista de Uribe, não ter direito à vida.

Muito provavelmente, a notícia do seu assassinato ocupará, na generalidade dos média dominantes, tanto espaço e tanto tempo como ocupou a notícia do seu desaparecimento: zero - mas parte grande desse espaço e desse tempo continuará a ser utilizada no louvor dos assassinos de Guillermo Rivera.

São estes os tempos que vivemos. Fazer-lhes frente, assumindo todas as consequências, é a meu ver um imperativo de dignidade.
E fazer-lhes frente, nesta concreta situação colombiana, é afirmar frontalmente e sem reservas a nossa incondicional solidariedade com os revolucionários colombianos, aí incluídos os guerrilheiros das FARC.
É essa a minha posição.

14 comentários:

poesianopopular disse...

Tens raz�o, os revolucion�rios entre os quais se incluem as FAC, s�o a �nica alternativa para travar os fac�noras ligados ao regime fantoche pr�-americano e narco fascista de Uribe.
� completamente imposs�vel negociar com essa esp�cie nogenta.

Crixus disse...

É absolutamente revoltante conhecer este desfecho, que apesar de tudo já esperavamos. E acima de tudo é revoltante novamente os criminosos passarem por vitimas e as verdadeiras vitimas serem ignoradas esta forma. A solidariedade com o povo colombiano tem de ser total e incondicional para que se consiga libertar deste regime criminoso do Uribe-Bush.

Maria disse...

Fernando Samuel

Vou copiar integralmente, e já, este post, e colocar no cheiro da ilha.
Porque depois há outros programados, dado que vou para Braga (para a festa!)
Claro que vou fazer a referência do costume. Mas é preciso que quem passa por lá o leia....

Obrigada
Beijos
(e não te disse que estou triste com este desfecho...)

Chalana disse...

É evidente que na guerra de classes que se desenrola na Colômbia, as nossas simpatias é solidariedade só podem estar com as FARC.

Mas (e é um "mas" importante) acho que isso não é incompatível com uma crítica dos métodos da FARC. Os melhores amigos são aqueles que nos dizem a verdade na cara, não os que nos dão palmadinhas nas costas.

E a crítica que estabeleço ao guerrilheirismo das FARC não a faço sob um ponto de vista "moral", mas de um ponto de vista da sua eficácia.

1 abraço

pintassilgo disse...

Se bem me lembro ainda há dias CDS, PSD, PS e BE apoiaram tal política criminosa numa votação na assembleia da República. Verdade?!...

Fernando Samuel disse...

josé manangão: e felizmente a luta das FARC continua!
Abraço.

crixus: total e incondicional: é isso.
Abraço.

maria: e se não quiseres fazer a referência, não é necessário.
Um beijo grande.

chalana: tens todo o direito de fazer as críticas que entenderes às FARC. Mas como não sei a que «métodos» te referes, não sei se estou de acordo contigo.
Abraço.

pintassilgo: verdadíssima!...
Abraço.

samuel disse...

É também este o assunto sobre que tentarei escrever algumas linhas daqui a pouco.

Abraço

Fernando Samuel disse...

samuel: força!

Abraço.

Chalana disse...

Bom... para lá de guerrilheirismo e leninismo serem 2 correntes políticas distintas, parece evidente que a tomada de reféns políticos se revelou contraproducente

Fernando Samuel disse...

chalana: não entendo bem o que queres dizer com essas «2 correntes distintas» e não sei o que te leva a concluir pela «contraproducência» desse «método». Mas o mais importante é a solidariedade com todos os que lutam contra o regime narco-fascista de Uribe.
Abraço.

Antonio Lains Galamba disse...

a tua e a minha!

zambujal disse...

Utilissima esta "conversa". Põe muita coisa em "pratos limpos". Entre nós! Porque há outros "pratos" que não são susceptíveis de limpeza.
Inteiramente contigo, fernando samuel.

GR disse...

As FARC têm uma história de luta revolucionária, contra o capitalismo e o imperialismo, por essa razão, a comunicação social continua a ignorar o 29º assassinato (neste ano) de mais um dirigente sindical, assassinado pelas mãos do governo terrorista de A.Uribe.
A minha solidariedade para com as FARC e a todo o povo revolucionário da Colômbia.

GR

Fernando Samuel disse...

zambujal: os «nossos pratos» é que contam...
Abraço amigo.

gr: E a minha...
beijo amigo.