POEMA

GUITARRA

Foram caçar guitarras
em noite de lua cheia.
E trouxeram esta,
pálida, fina, esbelta,
olhos de inesgotável mulata,
cintura de madeira aberta.
É jovem, mal voa.
Mas já canta
quando ouve noutras jaulas
entoar sons e cantigas.

Tem na jaula esta inscrição:
«Cuidado: sonha».

Nicolas Guillén
(In O Grande Zoo)

7 comentários:

samuel disse...

São as mais perigosas! Parece ser contagioso...

poesianopopular disse...

Atenção que a do Samuel, é dessas!
Tem a mania de sonhar, sai ao dono!

Sal disse...

Não conhecia. É delicioso.
Vou aproveitar o teu poema para enviar a uns quantos guitarristas meus conhecidos!

Bjs

Justine disse...

Sonhar é bem mais perigoso que morder!
Tão belo...

Fernando Samuel disse...

samuel: o medo que eles têm das guitarras...

josé manangão: são essas as mais perigosas...

sal: espero que os incentive...

justine: porque «o sonho comanda a vida»...

GR disse...

Lindo!
O sonho ninguém nos tira!

GR

Fernando Samuel disse...

gr: o sonho eles não podem prendê-lo nem matá-lo...