POEMA

O CARAíBA

No aquário do Grande Zoo,
nada o Caraíba.

Este animal
marítimo e enigmático
tem uma crista de cristal,
lombo azul, cauda verde
ventre em coral compacto,
barbatanas cinzentas de ciclone.

No aquário, esta inscrição:
«Cuidado: morde».

Nicolas Guillén
(In O Grande Zoo)

4 comentários:

samuel disse...

São grandes animais marinhos esses desse cardume do "Caribe"...
É pena o estado em que o crude e demais "poluição" do género tem deixado alguns deles.

Justine disse...

É belo, o Caraíba, com todas aquelas cores, e afinal só morde a a quem lhe faz mal!

poesianopopular disse...

Eu não tenho medo dos animais que mordem !
Tenho medo é dos animais que falam!

Fernando Samuel disse...

samuel: bem visto...

justine: e é essa a raiz da sua razão e da sua força...

josé manangão: há os que mordem falando e os que falam mordendo...