POEMA

REZA, MARIA!

Suam no trabalho as curvadas bestas
e não são bestas
são homens, Maria!

Corre-se a pontapés os cães na fome dos ossos
e não são cães
são seres humanos, Maria!

Feras matam velhos, mulheres e crianças
e não são feras, são homens
e os velhos, as mulheres e as crianças
são os nossos pais
nossas irmãs e nossos filhos, Maria!

Crias morrem à míngua de pão
vermes nas ruas estendem a mão à caridade
e nem crias nem vermes são
mas aleijados meninos sem casa, Maria!

Bichos espreitam nas cercas de arame farpado
curvam cansados dorsos ao peso das cangas
e também não são bichos, Maria!

Do ódio e da guerra dos homens
das mães e das filhas violadas
das crianças mortas de anemia
e de todos que apodrecem nos calabouços
cresce no mundo o girassol da esperança.

Ah, Maria
põe as mãos e reza.
Pelos homens todos
e negros de toda a parte
põe as mãos
e reza, Maria!

José Craveirinha

8 comentários:

samuel disse...

Se rezar resultasse...

Maria disse...

Já não me lembro como se reza, mas também não resulta...
Excelente poema de Craveirinha.
Vou levá-lo comigo, para publicar um dia destes, posso?

Um beijo e obrigada

Justine disse...

Tanta dor, tanta desumanidade, que só pode ter como saída o "girassol da esperança"!
Mas Maria terá de lutar em vez de rezar, ou então ambas as coisas!

poesianopopular disse...

O que despertou a minha atenção neste poema do José Craveirinha,foi a frase:
"Pelos homens todos
e negros de toda a parte"

Vieira Calado disse...

Tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente numa homenagem que lhe fizeram em Aljezur, donde o seu pai era natural.
"... meu Pai / por enquanto escondidos teus póstumos projectos / mais belos no silêncio e mais fortes na espera / porque nascem e renascem no meu não cicatrizado / ronga-ibérico mas afro-puro coração./ E fica a tua prematura beleza realgarvia / quase revelada nesta carta elegia para ti / meu resgatado primeiro ex-português / número UM Craveirinha moçambicano! "
E sobre ele escrevi num dos jornais cá da zona.
Homem simples, mas culto, de grande valor.
Fiquei com ele na memória.
Um abraço

CRN disse...

Menos mal que existem muitas Marias na terra!

Antuã disse...

Rezamos quando estamos aqui a dar as nossas opiniões sobre os problemas que afectam o nosso povo.

Fernando Samuel disse...

samuel: rezar é lutar?

maria: claro que podes, estou certo de que o Craveirinha não se importa e até fica satisfeito...

justine: no caso, ambas as coisas certamente...

josé manangão: os homens e os negros...

vieira calado: e que bela memória, essa!
Um abraço amigo.

crn: fui ao teu Ai Portugal Portugal: gostei e vou voltar.

antuã: de alguma maneira, sim...