POEMA

A HISTÓRIA DA MORAL


Você tem-me cavalgado,
seu safado!
Você tem-me cavalgado,
mas nem por isso me pôs
a pensar como você.

Que uma coisa pensa o cavalo;
outra quem está a montá-lo.


Alexandre O' Neill

10 comentários:

dona tela disse...

Tenho um novo projecto.
Dê-me a sua opinião, se faz favor.

samuel disse...

É... é toda uma outra coisa... :)
Genial!

Maria disse...

O'Neill no seu melhor. Que saudades...

Um beijo grande

Ana Camarra disse...

Eu já estou farta de ser besta de carga.....

Ludo Rex disse...

Eu estou com a Ana Camarra, deixemos de de carregar com o que os outros fazem de mal e actuemos, já!
abraço e Bom Fim de Semana

Justine disse...

Inconfundível, este humor!
Bom fim de semana:))

Justine disse...

Inconfundível, este humor!
Bom fim de semana:))

poesianopopular disse...

...e continua!
Até ver!
Abraço

Utopia das Palavras disse...

Mas... não em mim!

Um beijo, bom fim de semana
Ausenda

Fernando Samuel disse...

dona tela: lá irei ver o novo projecto.
Um beijo.

samuel: uma coisa assim como que... genial...
Um abraço.

maria: igual a si próprio...
Um beijo grande.

ana camarra: e eu, também...
Um beijo.

ludo rex: vamos a isso!
Um abraço.

justine: é O'Neill, pois claro...
Um beijo.

poesianopopular: até ver, dizes bem...
Um abraço.

Ausenda: Um beijo e bom fim-de-semana.