POEMA

LIMITAÇÃO


O humano destino fê-lo homem.
Àparte esse, não há nenhum destino.


Armindo Rodrigues

6 comentários:

Ana Camarra disse...

Pois não, nenhum somos nós também que o construimos!

beijos

Ludo Rex disse...

Nem mais...
Abraço

samuel disse...

Mesmo os deuses só têm o destino que lhes é dado pelo homem... como invenção humana que são.

Abraço.

Maria disse...

Onze palavras.
Já viste o que o Armindo conseguiu dizer em apenas onze palavras?

Um beijo grande

J.S. Teixeira disse...

Os trabalhadores da Autoeuropa não vergam perante nada. Vejam o artigo no blogue O Flamingo.

Fernando Samuel disse...

Ana Camarra: nós e só nós...
Um beijo.

Ludo Rex: Pois...
Um abraço.

samuel: o Homem é o criador de tudo...
Um abraço.

Maria: agora vê, no post seguinte, o que é possível dizer de mau com 18 palavras...
Um beijo grande.

J.S.Teixeira: Ok!
Um abraço.