ESTÚPIDO!

O caso foi muito falado há coisa de uma semana: um velho professor norte-americano, negro, preparava-se para entrar em sua casa; um polícia que passava perto, desconfiou tratar-se de um assaltante e toca de prender o professor; as explicações dadas pelo professor - de que aquela era a sua casa, tinha ali a chave, os documentos, etc - de nada valeram: o homem, devidamente algemado, foi levado para a esquadra da polícia.
Comentando o sucedido, o Presidente Obama, indignado, considerou que o polícia se havia «comportado estupidamente».

Até aqui, tudo dentro da normalidade: nos EUA, a prisão de cidadãos negros porque um polícia branco desconfia, é o pão deles de cada dia - e também não surpreende a reacção de Obama, homem da «mudança», não é verdade?, do respeito pelos «direitos dos cidadãos», não é verdade?...

Acontece que, nos EUA, a normalidade tem que se lhe diga: a corporação policial, indignada com a indignação de Obama e com o facto de ele ter considerado «estúpido» o comportamento do polícia, exigiu que o Presidente pedisse desculpa.
E Obama, obediente, pediu desculpa ao polícia.

Perante isto, pergunto-me se Obama tem a noção de que, ao pedir desculpa ao «estúpido», estava a chamar estúpido ( e muito mais do que isso...) a si próprio...

7 comentários:

Maria disse...

Obama quer estar de bem com os UNS e com os OUTROS. Na cor e na política. Não consegue...
(pois, o homem da mudança - qual?)

Um beijo grande

samuel disse...

Pode sempre começar a recorrer ao cirurgião plástico de Michael Jackson...

Abraço.

Membro do Povo disse...

A estupidez deste caso começou nas ultimas presidenciais norte-americanas: os democratas dividiram-se entre eleger um NEGRO, ou eleger uma MULHER, e o povo americano escolheu entre o programa político de John McCain e um NEGRO - McCain nunca teria hipótese pois nunca houve um programa em causa, o que estava em causa era de facto uma MUDANÇA que o Povo americano queria já fartos do clima de terror propagandista de George Walker Bush, MUDANÇA essa que o NEGRO soube fazer proveito do termo.
Mas duvido que Obama com ou sem MUDANÇA conseguisse vencer uma MULHER NEGRA LÉSBICA FILHA-DE-EMIGRANTES VEGETARIANA PRATICANTE-DE-YOGA!

antónio m p disse...

Este episódio faz-me lembrar a atitude igualmente estúpida da polícia cubana que implica com cidadãs daquele país, obrigando-as a identificar-se,~sempre que passam na rua acompanhadas com um estrangeiro. E pouco importa que o estrangeiro seja amigo, amado ou conhecido em qualquer cicunstância. Se ela é cubana, é quase certo que seja prostituta - pensam este cubanos de si próprios!~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Membro do Povo disse...

Ao António M P
Nunca fui a Cuba (espero que o António já lá tenha estado)... Mas pelo que sei a prostituição lá é uma das chagas que a entrada do capitalismo trouxe à ilha. É de facto uma vergonha revoltante que num país socialista exista prostituição, é de facto revoltante que exista prostituição seja onde for!

Mas essa atitude dos cubanos faz-me lembrar que aqui em Portugal é costume comentar que tudo o que é mulher brasileira ou do leste é prostituta, não interessa se trabalham numa loja, num restaurante, se são telefonistas, ou da função pública... são prostitutas dizem os tugas. QUE VERGONHA!

Fernando Samuel disse...

Maria: é por isso que escolhe estar bem com... os mesmos de sempre...
Um beijo grande.

samuel: aí está uma solução...
Um abraço.

Membro do Povo: proveito do termo. apenas...
Um abraço.

antonio m p: é curioso; nas cerca de vinte vezes que estive em uma nunca assisti a uma cena dessas..
Um abraço.

Mambro do Povo: de facto, a prostituição é... o que é, seja onde for...
Um abraço.

Ana Camarra disse...

pois...está claro, escuro, assim assim...