POEMA

OS MENINOS NASCEM


Vós podeis, tiranos, forjar ainda mais sólidas algemas,
chapear de aço as paredes das nossas e vossas cadeias,
e fazê-lo-eis;

Vós podeis, tiranos, cravar mais fundo as vossas baionetas,
esmagar-nos nas ruas debaixo das patas dos vossos cavalos,
e fazê-lo-eis;

Vós podeis, tiranos, roubar, incendiar, fuzilar sem descanso,
vedar os caminhos ainda livres, envenenar as fontes ainda puras,
e fazê-lo-eis;

Vós podeis, tiranos, vir de novo descarregar a vossa cólera
sobre Oradour,
lançar vossa chuva de raios sobre nosso humano desejo de viver,
e fazê-lo-eis,

Vós podeis, tiranos, inventar ainda piores suplícios,
mordaças mais espessas, baixezas mil vezes mais desumanas
para Buchenwald,

inutilmente o fareis:

Esta simples criancinha dormindo em seu berço,
este menino ainda na barriga de sua mãe, olhai
como vos fitam
serenos e terríveis.


Papiniano Carlos

11 comentários:

Maria disse...

E um arrepio no fim de ler o poema do Papiano Carlos...
um arrepio que se mantém, e não é de frio...
Obrigada!

Um beijo grande

CRN disse...

Fernando,
Fundamental é evitar que se disperse, aliciado pelo narcisismo do desconhecido, aquele que atira para o poço do esquecimento a noção do seu ser, outorgando ao fim do tubo de um caleidoscópio a possibilidade de ver o mundo que só os seus olhos permitem.

A revolução é hoje!

Antonio Lains Galamba disse...

porque me fez lembrar Aljustrel e a luta dos seus "Valentes Mineiros!" ?
:)
abraço tamanho do mundo!

poesianopopular disse...

A serenidade que acusa e condena!
Garnde viagem eu fiz nas palavras do Papiniano Carlos!
Obrigado companheiro.

José Espremido Até Ao Tutano disse...

simplesmente brilhante!
um Abraço

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

Papiano Carlos, conheço.
Este poema sempre teve em mim efeitos devastadores...
Hoje não foi diferente!

"Serenos e terriveis!"

beijos

utopia das palavras disse...

Serenos... na esperança
terríveis... na convicção

Continuaremos....

beijo

samuel disse...

Extraordinário!

dona tela disse...

Convido para fazer uma experiência lá no meu sítio. Olhe que é muito giro!
Respeitosos cumprimentos.

Ludo Rex disse...

Extraordinário. Boa escolha.
Abraço

GR disse...

Para ouvirmos este e outros magníficos poemas, deste grande poeta que faz 90 anos hoje (domingo) dia 9 de Novembro, pelas 17 horas, decorrerá no Ateneu Comercial do Porto, uma HOMENAGEM AO POETA E AO CIDADÃO.

GR