FAZER DAS SUAS

O Programa Prós e Contras continua a fazer das suas.
Aliás, fazer das suas é só o que o referido Programa sabe fazer - para isso e por isso foi criado.

Na sua edição de há uma semana, o Programa entendeu debruçar-se sobre as questões da habitação.
Para o efeito, a responsável - Fátima Campos Ferreira, jornalista-tipo da nova ordem comunicacional - chamou representantes dos partidos da casa (PS, PSD e BE) - e, insistindo sempre em fazer das suas, excluíu o PCP.
A exclusão dos comunistas não surpreende: faz parte dos critérios habituais da generalidade dos média dominantes, propriedade dos grandes grupos económicos e financeiros e, por isso, todos eles devotados ao pluralismo, à imparcialidade e à isenção...

O PCP, em carta assinada pelo seu dirigente Vasco Cardoso, protestou junto de quem de direito, demonstrando que tal exclusão configura uma situação deveras bizarra, ou seja: dizendo que queria discutir as questões da habitação, Fátima Campos Ferreira excluíu nem mais nem menos do que o partido que apresentou na Assembleia da República a «única proposta global sobre as questões da habitação», portanto o que em melhores condições estaria e maior legitimidade teria para ir ao Programa... caso este quisesse, de facto, discutir seriamente a matéria anunciada...

Presumo que os partidos da casa desempenharam a contento os respectivos papéis - e que o BE há-de ter aproveitado bem a oportunidade de caça ao voto - uma entre as muitas oportunidades que todos os dias, de todas as semanas, de todos os meses, lhe são proporcionadas pelos média (públicos e privados) ao serviço dos interesses do grande capital - eles lá sabem porquê...
E nós também.

9 comentários:

Ludo Rex disse...

O mesmo de sempre, infelizmente...
Abraço

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

Já mandei um mail para a RTP a dizer que considero o Programa Prós e Contras muito parcial e a sua apresentadora pior um pouco.
Responderam-me educadamente e é claro que não me ligaram nenhuma, pago da mesma moeda, não vejo irrita-me.
Infelizmente já tenho imensa coisa para me irritar na vida.
Por falar nisso mandei um mail para ti, para o Cravo de Abril, responde nem que seja a dizer para eu ter juizo.

Beijos

Crixus disse...

Esse programa é repugnante. É oxtensivo demais na forma como satisfaz os desejos de uns e exclui a opinião de outros. Eles sabem porquê... e nós também.

Abraço forte

samuel disse...

Começa a ser desanimador (fiquemos por aqui...) o modo como tantas pessoas de quem se esperaria um pouco mais, fazem de conta que não percebem o que se passa.

Abraço

Antuã disse...

Eu já nem me lembro que esse nojo de programa existe. Todavia, ele faz das suas, isto é, influencia algumas pessoas. Por outro lado também haverá quem veja a jogada. nem todos são estúpidos.

Fernando Samuel disse...

ludo rex: e assim continuará a ser... até quando?...
Um abraço.

ana camarra: eu também não vejo aquela «coisa»... o que escrevi foi baseado na carta do camarada Vasco Cardoso.
(e eu já respondi ao teu mail...)
um beijo amigo.

crixus: é um programa bem ao jeito da política de direita.
Um abraço.

samuel: e é nesse «fazer de conta» que está o pior dessas pessoas.
Um abraço.

Fernando Samuel disse...

antuã: influencie muito ou pouco, aquilo é um nojo, de facto.
Um abraço.

Maria disse...

Há programas que me dão volta ao estômago, sem qualquer mezinha a fazer efeito.
Por isso não os vejo. Ou tento, porque apesar de tudo quero ter a minha opinião.
Mas depois peço sempre desculpa ao meu fígado que, esse sim, dá voltas...

Um beijo grande

Fernando Samuel disse...

Os nossos fígados são autênticas vítimas destes programas...


Um beijo grande.