JCP não se rende

Os dois jovens comunistas, condenados pelo Tribunal de Viseu «por dano simples», devido à pintura de um mural e após uma queixa da Câmara Municipal, vão recorrer da sentença. Além da contestação judicial e dos veementes protestos públicos que este processo suscitou, a Juventude Comunista Portuguesa reafirma que «na actividade normal, vamos continuar a pintar murais e a fazer as actividades que decidirmos». Hugo Garrido, da Comissão Política da JCP, adiantou ainda ao Avante! que uma das ideias que já estão em marcha é a pintura de um mural «pela liberdade e a democracia», com a participação de jovens comunistas e de artistas plásticos que não se conformam com manobras intimidatórias e persecutórias.

Fonte: Jornal Avante!

12 comentários:

poesianopopular disse...

João
Como é possível em 2oo8, ainda existirem gestores, do legado da ditadura?
Comvemção-me que esta condenação não aconteceu pelo facto dos jovens pertençerem à JCP!
Estes juízes fazem-me lembrar os médicos das prisões do tempo da ditadura.
Abraço grande, camarada

CRN disse...

Fernando,
A covardia nunca foi apanágio da Juventude Comunista Portuguesa. Sabemos que o medo é hoje uma caracteristica de muitos jovens do nosso país, porém, a JCP realiza-se na luta, na procura incessante da mudança, no caminho da liberdade.
Viva a JCP!

A revolução é hoje!

Chalana disse...

Passem-me a morada, que eu vou já graffitar o prédio da juíza

Ana Camarra disse...

Se não conseguiram vergar-nos com prisões e torturas, menos conseguem agora.
Eu até acho que se devia levar a cabo uma pintura de murais a nivél nacional, vamos para lá todos, depois logo se vê como é.

beijos

Antuã disse...

o fascismo está à solta.

Anónimo disse...

pois esses jovens pensavam que em democracia podiam fazer o que lhes apetecia. a lei é igual para todos e nao é por causa do 25 de abril que vao ser mais do que os outros.

J.Z.Mattos

Fernando Samuel disse...

Cuidado! eles andam por aí...

Abraço grande.

Sal disse...

VIVA À JCP.
E estes sacanas de Viseu ainda se vão dar mal. Vejo para aqui paredes e paredes cheias de lixo alusivo a uma discoteca da cidade mas os murais da JCP é que os chateiam. São mesmo uns =(/&)/&(%$%/os da =)?O/Y%&)//&)/uta.

linhadovouga disse...

E o idiota que os bem domesticados eleitores viseenses puseram à frente da Câmara Municipal para lhes gozar com as trombas emburrecidas, o idiota, dizia eu, que dá pelo nome de Fernando Ruas, ainda teve a distinta lata de dizer que "só soube do julgamento há duas semanas" e que "se fossm da JSD" acontecia-lhes o mesmo.
O que o idiota e aldrabão não diz é que, para além de mentir com todos os pelos da sua ridícula bigodaça, os mlitantes (ou lá o que é) da JSD nunca mexeriam um dos dois ou três neurónios para fazer o que quer que fosse em prol de um futuro mais justo, bonito, fraterno e solidário. No máximo, mexeriam os quadris afogados em cerveja numa qualquer mega-discoteca da cidadezeca que o idiota governa.
E se alguém lhe atirasse com um balde de tinta às trombas? Podia ser que a pintura do bigode fosse permanente...
Se alguém se cruzar com a Catarina transmita-lhe beijinhos carinhosos e abraços à família, ao seu companheiro e avós babados, vindos de Viseu - onde os murais continuarão a ser pintados muito para além da longevidade do bigode idiota.

CRN disse...

Camarada João,
o comentário acima dirigia-se a ti, não ao Fernando, a quem por lapso inclui no dito.
Viva a JCP!

A revolução é hoje!

Ludo Rex disse...

Vergonhoso o que se passou em Viseu, um verdadeiro atentado à Democracia e à Liberdade. O caminho é a luta, para que não nos amordacem de novo…
Abraço

pedras contra canhões disse...

toda a solidariedade com a JCP!
"vamos continuar a pintar murais"