A TRADIÇÃO AINDA É O QUE ERA

Manuel Alegre anunciou formalmente a sua candidatura à Presidência da República - candidatura que há vários meses anda a anunciar por todo o País.

Foi nos Açores e houve discurso.
Um discurso do qual os jornais disseram:
«Ao contrário de 2005, não houve qualquer crítica à governação de José Sócrates» - e eu acrescento: naturalmente...

Dizem, ainda, os jornais:
«O apoio do PS à candidatura pode chegar já na segunda-feira» - e eu acrescento: direi mesmo mais: o apoio do PS à candidatura pode chegar já na segunda-feira...

No dito discurso, Manuel Alegre disse:
«Nas pessoas do presidente Almeida Santos e do secretário-geral José Sócrates, saúdo o meu partido, o Partido Socialista» - e eu acrescento: saudação justa, mais do que justa, a fazer lembrar os bons velhos tempos em que os garotos complementavam o beija-mão com a frase clássica: «A sua bênção, padrinho»...

Ou seja: a tradição ainda é o que era.

11 comentários:

smvasconcelos disse...

Tudo muito previsível e pré-anunciado. E não deixa de ter "graça" que esta é uma candidatura suprapartidária , nas palavras do candidato, porém "não renega a família política" ( também no seu linguajar. ). E sim, terá , logo, logo o apoio da "família"
beijo

Maria disse...

Nada de novo, portanto.
Gosto cada vez mais da ironia fininha que vai por aqui passando...

Um beijo grande.

Antonio Lains Galamba disse...

ahahahahahah ahahahah ahahahahah
a sua bênção, pois então, PADRINHO.
è impressão minha ou assenta mesmo bem o nome na máfia PS??? ahahahah

aquele abraço

samuel disse...

O que é "hilário" é que parece haver quem estivesse à espera de algo diferente...

Abraço.

Antuã disse...

Os cães conhecem o dono.

GR disse...

O triste Alegre, não vergonha nenhuma.
O PS tem que se contentar, com os ossos.

Bjs,

GR

Graciete Rietsch disse...

Quem quererá o Alegre enganar? Ou melhor, como é possível que o Alegre ainda engane alguém?

Um beijo.

Nelson Ricardo disse...

O pior é que ainda há quem caia no conto do vigário. Diz umas quantas frases-comuns que calham bem no discurso político de hoje, apresenta-se sem ideias e apenas com o afã pequeno-burguês da social-democracia do BE.

Decididamente, tem de haver um candidato anti-capitalista e que lute pelos trabalhadores e pelo Socialismo na corrida à presidência.

Um Abraço

joão l.henrique disse...

Fato novo de pano velho.

Um abraço

Fernando Samuel disse...

smvasconcelos: «suprapartidária» é palavra da moda...
Um beijo.

Maria: nada de novo, isto é: tudo velho...
Um beijo grande.

Antonio Lains Galamba: ah, ah, ah, ah, ah...
Um abração.

samuel: nestas coisas há sempre os que esperam coisa diferente, deus os ajude...
Um abraço.


antuã: e o dono conhece os cães...
Um abraço.

GR: que os roa...
Um beijo.

Graciete Rietsch: infelizmente ainda engana muito boa gente...
Um beijo.

Nelson Ricardo: e esse será o nosso candidato.
Um abraço.

João l.henrique: nem mais...
Um abraço.

Anónimo disse...

Estou mesmo a ver: Grande comício de campanha _ intervenções de Manuel Alegre, José Socrates e Francisco Louçã.

Vão-se catar!

P.A.