«INEVITABILIDADES»

«Inevitabilidade» é uma das palavras mais utilizadas pelos propagandistas de serviço à política de direita.

«Inevitabilidades» são, por exemplo, o desemprego, a precariedade, os salários baixos, os salários em atraso, as reformas e pensões de miséria, os cortes no subsídio de desemprego, os agora muito falados cortes dos subsídios de férias e de Natal...

«Inevitabilidades» são, também, todas as medidas do Governo no cumprimento da sua tarefa de pau-mandado do grande capital.

«Inevitabilidades» são, enfim, todas as decisões que permitam ao grande capital aumentar os seus lucros - e que, portanto, flagelam impiedosamente os interesses dos trabalhadores, do povo e do País.


José António Lima (JAL), que, enquanto manda-chuva do Sol, é um desses propagandistas de serviço, veio dizer, hoje, que a privatização da RTP é uma «inevitabilidade».
Porquê? - perguntar-se-á.
E JAL adianta, para já, três razões:
1 - porque Passos Coelho o disse;
2 - porque Manuel Pinho também o disse; e
3 - porque o ministro Teixeira de Sousa o admite.

São três poderosas razões, como se vê - tão poderosas que o diligente JAL não hesita em concluir que a privatização da RTP, mais do que «inevitável», «é irreversível»...

A propósito: este JAL... quem o viu e quem o vê: começou de punho no ar a gritar que «o imperialismo é um tigre de papel» e foi andando, andando, andando, até se tornar um fiel servidor do tigre - que certamente lhe paga (bem) em papel...

É contra tudo isto e para acabar com tudo isto (incluindo as «inevitabilidades»), que eu vou participar na Manifestação da CGTP-IN, no dia 29.

14 comentários:

smvasconcelos disse...

É inevitável fazê-lo, nesta conjuntura!
beijo.

do zambujal disse...

Manifestação no dia 29 de Maio?
Inevitavelmente!!!

Um abraço

Nelson Ricardo disse...

Inevitável é a derrota do Tigre e dos seus serviçais. O dinheiro deles não tem valor na vontade do povo.

Desejo uma grande manifestação dia 29.

Um Abraço

Maria disse...

Vamos!
E inevitavelmente matar a sede no final da Manifestação.
Inevitável é também privatizar este governo, empacotá-lo e despachá-lo para as Seychelles. Só com bilhete de ida.

Um beijo grande.

Antuã disse...

Temos que ir.

Graciete Rietsch disse...

Inacreditável é o cpmportamento desse senhor JAL e tantos outros. Portanto é inevitável estar na manifestação de 29 de Maio.

Um beijo.

filipe disse...

Como disse o outro nosso amigo - num louvável momento de corajosa lucidez - inevitável é "a p. que os pariu a todos!"
E também a luta! Tão inevitável quanto insubstituível e urgente.
Abraço.

GR disse...

Inevitável é a participação de todos nós, na Manifestação.
Inevitável foi também o meu protesto quando ouvi;
“Dia 29 de Maio encontro de ranchos, em Fátima”,
raio de coincidência!
Depois protesto. É inevitável!

Bjs,

GR

salvoconduto disse...

JAL seguiu o mesmo caminho que o irmão, irra!

antonio hilario disse...

inevitávelmente que lá estarei na manif de 29 de maio.
A luta continua
Um Abraço

Fernando Samuel disse...

smvasconcelos: lutar é preciso (agora, mais do que nunca).
Um beijo.

do zambujal: quanto mais não fosse para os encontrarmos...
Um abraço.

Nelson Ricardo: e o teu desejo vai ser concretizado.
Um abraço.

Maria: lá estaremos: na manif, no final da manif - e, já agora, a despachar o governo...
Um beijo grande.

Antuã: iremos!
Um abraço.

Graciete Rietsch: que vai ser uma grandiosa manifestação.
Um beijo.

Filipe: é na luta de massas que está o caminho.
Um abraço.

GR: inevitável é a luta. Sempre.
m beijo.

salvoconduto: se calhar são gémeos...
Um abraço.

antonio hilario: inevitavelmente...
Um abraço.

pedras contra canhões disse...

mas não é por nada que usam o termo "inevitável". Porque sabem que, mesmo passiva, existe resistência.E o que não querem é que esse resistência se junte à activa e revolucionária. Mas isso, caros amigos, é também inevitável.

Fernando Samuel disse...

pedras contra canhões: é para retardar a inevitabilidade da derrota que eles vão criando as suas «inevitabilidades»...
Um abraço.

samuel disse...

"até se tornar um fiel servidor do tigre - que certamente lhe paga (bem) em papel..."

É muito bom!!! :-)))

Abraço.