UM HEROI DO NOSSO TEMPO...

Quem foi,
o que é
o que pensa da «crise» Manuel Villaverde Cabral - que hoje dá entrevista ao jornal i?

Foi
, em tempos, esquerdista, revolucionário chispado, crítico implacável do revisionismo cunhalista, combatente intrépido do capitalismo - que ele prometia destroçar sem apelo nem agravo e sem complacências de qualquer tipo...

É, hoje, apoiante entusiástico do Governo do «nosso Passos Coelho» e acha «o ministro das Finanças admirável. Exactamente o que nós precisamos» - acha, mesmo, que o Governo PSD/CDS é o único capaz de fazer Portugal sair da «crise enorme em que estamos»...

Pensa da «crise» que «o PS é 100 por cento responsável» por ela.
E explica porquê: porque «o PS, tendo tido a missão histórica ingrata de desfazer a revolução do 25 de Abril - e ter desfeito bastante - não conseguiu desfazer tudo»...


Tendo sido o que foi, sendo o que é e pensando o que pensa, este Cabral é bem um herói do nosso tempo... e ainda acaba ministro do «nosso Passos Coelho».

29 comentários:

filipe disse...

Por este e por outros se confirma cada dia mais urgente a luta determinada pela superação deste período negro para os portugueses.
Razão tem a canção:

"Viva a Maria da Fonte
com as pistolas na mão
para matar os Cabrais
que são falsos à nação"

Abraço!

trepadeira disse...

Ele há cada alimária.
Chega,chega,a lambe-los assim.
É isto que tomou o poder.

Um abraço,
mário

vovó disse...

há uma passagem subtil neste post, que é de Mestre!! :)))
depois falamos...
beijocassss
vovómaria

Anónimo disse...

Então como é que vamos de BUZINÃO? Há muita malta inscrita? Achas que vale a pena aparecer por lá para vender pevides, tremoços e amendoins (o meu cunhado é o das minis) e distribuir propaganda para a festa do Avante? Fico à espera duma resposta. Juro que estou danadinho para saber o que tens para me dizer, oh PARVALHÃO.

samuel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
samuel disse...

O «nosso» anónimo... encravou no buzinão.
Pobre coitado!

Chispa de coentrada disse...

Ó anónimo...

Se o BUZINÃO fosse no parque eduardo sétimo... podias aparecer para vender o que sempre lá vendeste... assim, como é na ponte, podes enfiar as minis do teu cunhado naquele sítio do costume...

Já sobre o post, que fala de um grande revolucionário como tu... isso nem uma palavra, não é "oh PARVALHÃO"?

samuel disse...

Chispa de coentrada:

Caro... o anónimo hiper super ultra revolucionário é livre de vender e comprar o que quiser, seja em que jardim for. Até de ser um ultra-reaccionário com lábia de "chispa". Isso sim, é que é obsceno!
Não acho que seja de ir por aí...

Saludos.

GR disse...

Estou farta de ouvir estes papagaios.
Contudo, este disse uma verdade, «o PS, tendo tido a missão histórica ingrata de desfazer a revolução do 25 de Abril - e ter desfeito bastante - não conseguiu desfazer tudo»
Por esta razão não suporto a corja dos traidores reaccionários do PS.

Bjs,

GR

Anónimo disse...

BOA MALHA

Anónimo 14:55, eles estão muito preocupados porque não sabem se os anónimos que se divertem com esta feira de "combatentes petrificados" são vários ou apenas um. No post anterior fiz questão de dizer ao Samuel que ao felicitar este anónimo, não era eu a felicitar-me a mim mesmo. Não faço batotas dessas porque não frequentei a escola da António M. Cardoso, nem a do Hotel Vitória.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Caro chispa de coentrada, lamento informá-lo mas você cometeu erro capital !

Então você foi mandar esses anónimos enfiarem coisas no dito sítio ????

Cum caraças ! os gajos agora não lhe largam a porta porque pensam que os tentou seduzir.

Não lhe gabo a sorte ... coitado !

Zé Canhão disse...

É para aqui um fedor a porcos nazis!... Estes anónimos reaccionários querem é que lhes enfiem um das Caldas de 50 cm por algo acima.

Anónimo disse...

Caro E.M.P. não conhece o ditado popular que diz que «quem fala em barco quer embarcar». Reparo que vc insiste muito de forma disfarçada recorrendo à metáfora,SEMPRE, na mesma coisa. Se vc não se apressar acaba numa frustração danada. Vá lá perca a inibição e o medo e resolva o seu problema, até porque os tempos estão propícios.

Antuã disse...

O Filipe tem razão. é preciso matar os Cabrais.

joão l.henrique disse...

O (MVC), esteve sempre no lado errado da barricada...

Um abraço.

GR disse...

Esqueci-me de dizer,

O Cravo de Abril está LINDO! o Cravo está mais Vermelho.Cravos novos, para este ano de novas Lutas.
Parabéns!

Bjs,

GR

Graciete Rietsch disse...

Esses "revolucionários chispados" cumprem muito bem a sua missão. Tentar destruir a verdadeira esquerda e a REVOLUÇÃO de ABRIL, pela esquerda. Mas não o conseguirão!!!!

Um beijo.

Anónimo disse...

Estou desiludido com a "qualidade" dos insultos dos parvalhões. Que coisa mais básica, mais ordinária! Mas atendendo à "qualidade" dos autores até não está mal...

Pata Negra disse...

Eu era para comentar. Depois começei a ler os comentários e... pronto!... fiquei cheio de medo!...:
Cabral vem de Cabra, o macho da cabra rima com "ão", a cabra dá de um leite, o macho da cabra dá de outro, de leite faz-se queijo, os ratos comem queijo - como é que se apanha um rato?!... está quase... faltam apenas mais duas ou três mensagens... depois envio-te o dinheiro para o sêlo.

Um abraço em código mouse

Bolota disse...

" E explica porquê: porque «o PS, tendo tido a missão histórica ingrata de desfazer a revolução do 25 de Abril - e ter desfeito bastante - não conseguiu desfazer tudo»..."

Numa coisa o Cabral tem razão o PS esmerou-se no seu papel de destruidor da Revolução de Abril.

Quanto ao Cabral propriamente dito, são trajectos iguais ao dele que ajudaram o PS na condição de carrasco e ao mesmo tempo foram confundindo o povão nos frequentes actos eleitorais.

Reclamar-se de esquerda instalado no poder é do que mais cínico lhe pode acontecer enquanto comentador oficial do reino.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Epá ! ò anónimo tu és mesmo fraquinho, pá !
Então depois de te teres espalhado ao comprido no outro post com comentários racistas, eu lanço-te aqui o isco para tu te esticares em comentários homofóbicos, e tu ... pimba ! cais logo à primeira.
Assim começa a nem dar gozo, pá ! nem dás luta.

Quer-se dizer, és pseudo-revolucionário, és racista e homofóbico, epá ! tu não te falta nada, cheira-me que até deves ter uma suástica tatoada na nalguinha e tudo !!!

Anónimo disse...

Epá! Fazes uma grande confusão. então eu tento libertar-te dos teus medos homossexuais e ainda por cima achas que sou homofóbico? Não és tu que levas a discussão sempre para esse tema? Nem sequer precisas de te assumir, basta seres livre e fazeres aquilo que te aptecer. Sou a favor do casamento entre indivíduos do mesmo sexo, e considero a igualdade sexual como uma conquista irreversível deste século. Quando me falaste que tinha sido racista, só nessa altura me veio à memória que o Aristides tem descendência africana ou indiana, porque quando fiz o comentário com as tais "insinuações racistas" não me ocorreu a ascendência dele. Mas como tu és um atrasado mental confundes tudo, seja com o racismo ou seja com a homofobia. Com que então lançaste o isco? Pois... Pois...

Khe Sanh disse...

Anónimo interessa-te discutir politica ou os teus devaneios pessoais?
Ainda dão troco a este sabujo nazi disfarçado de esquerdista?


Porcos o lugar deles é na pocilga.

Bolota disse...

Khe Sanh

Tenho comigo uma norma, não responder a Anonimos. Pela simples razão de não fazer sentido haver razões para anonimatos em pleno SEC XXI, no mais futurista meio de comunicação, o meio de todas as redes sociais.

Anónimo disse...

O anonimato é um direito dos cidadãos que queiram manter a sua individualidade desconhecida. Não percebo que se evoque o SEC XXI para não permitir essa opção. O Bolota, afinal ainda está no tempo do fascismo em que o anonimato era uma obrigação para escapar à polícia, mas não era ainda plenamente uma opção pessoal. Pelos vistos ainda há gente que quer proíbir as opções livres das pessoas. O revisionismo é também ele um inimigo da liberdade individual. Está no SEC XX, não no SEC XXI. Todavia, tem todo o direito de não querer responder a anónimos, por mim dispenso com muita satisfação as suas respostas.

Maria disse...

Quem foi,
o que é...
isso, é um Cabral!

Um beijo grande.

Anónimo disse...

Calma aí. Há para aí uns tipos que usurparam o meu nome. Eu é que sou o anónimo e não escrevi nem um cisco do que me imputam. Se aparecer outro tipo qualquer a intitular-se anónimo não lhe liguem. O anónimo, o autêntico, sou eu. Perceberam, PARVALHÕES?

Fernando Samuel disse...

filipe: e a superação desta situação só se conseguirá com a luta - luta que deverá assumir todas as formas e dimensões possíveis.
Um abraço.

mário:«é isto» que anda por aí... e por aqui...
Um abraço.

vovó maria: lá nos encontraremos...
Um beijo amigo.

samuel: há anos também o Cavaco encravou no buzinão...
Um abraço.

GR: e está cheia da razão para não suportar essa cambada.
Um beijo.

Antuã: pois é...
Um abraço.

joão l.henrique: na verdade, esteve sempre do mesmo lado da barricada...
Um abraço.

GR: um beijo grande para ti.

Graciete Rietsch: eles andam nisso há muitas décadas e os resultados estão à vista...
Um beijo.

Pata Negra: aí está uma brilhante e criativa utilização do código mouse...
Abraço.

Bolota: de facto, ele tem razão ao referir o PS como «destruidor da Revolução de Abril» -o que ele lamenta é que o PS não a tenha destruído completamente...
Um abraço.

Maria: é o que, afinal, sempre foi...
Um beijo grande.

Anónimo disse...

O Anónimo das 00:14 assina a «Chispa!» e chama-se Soromenho. Portanto, não é anónimo nenhum.