DUAS NOTÍCIAS DA LÍBIA

1 - Kadhafi mandou distribuir pelo povo dois milhões de pistolas metralhadoras.
Fez bem: ninguém como o povo para defender a sua pátria e para, se necessário for, por ela dar a vida.
Com dois milhões de populares armados, é possível fazer a vida cara aos criminosos que, segundo consta, se preparam mesmo para invadir a Líbia.
Só uma total confiança no apoio do povo pode levar um governante a distribuir armas a 2 milhões de cidadãos num país com 5 milhões de habitantes.
Os jornais, por cá, nada disseram sobre isto...
Percebe-se:
não interessa que coisas destas sejam do conhecimento público, não é verdade?...


2 - Uma multidão de pessoas saiu à rua, em Tripoli, na sexta-feira passada, numa manifestação gigantesca.
Foram 1 700 000 os que, assim, fizeram ouvir o seu protesto contra os criminosos bombardeamentos da NATO; manifestaram a sua solidariedade concreta, nesta situação concreta, com o governo de Khadafi; afirmaram a clara disposição de lutar, de armas na mão, pela defesa da sua pátria.
Por cá nada se soube, os média nada disseram...
Percebe-se: esta é uma notícia que não cabe nos critérios informativos dominantes - critérios que, no que respeita aos acontecimentos na Líbia, são muito simples: divulgar, elogiando, tudo o que venha dos criminosos; silenciar tudo o que ponha em causa a «verdade» por estes imposta.


Estamos perante duas notícias com profundo significado.
Uma e outra põem frontalmente em causa as teses do «isolamento total de Khadafi» e do «apoio generalizado do povo líbio aos rebeldes».
E, acima de tudo, deitam por terra, em fanicos, a tão propalada «humanitária protecção de civis» com que os criminosos vêm «justificando» os bombardeamentos: é que, com dois milhões de civis de armas na mão e um milhão e setecentos mil civis a manifestar-se na rua... os «rebeldes» são praticamente os únicos civis que os bombardeamentos da NATO, de facto, protegem...

8 comentários:

samuel disse...

Mais uma notícia fora do "guião"...

Abraço.

joão l.henrique disse...

Eles bem querem que apenas se saiba aquilo que vão noticiando mas, felizmente, a internet não o permite.
Obrigado Fernando pela tua informação a qual nos permite conhecer melhor a actualidade na Líbia.

Um abraço.

Antuã disse...

Há tiros que saem pela culatra.

svasconcelos disse...

E isto preocupa-me terrivelmente: a desinformação, a falta da mesma e a sua distorção com o intuito de deturpar e influenciar a opinião pública.
Temos direito à informação isenta, livre e fidedigna, para que possamos, nós, formar livremente opiniões e pensamentos!
Obrigada por nos trazeres estas informações "marginais".
beijo,

Pintassilgo disse...

Com o povo em armas vai ser difícil para os invasores até porque o povo é que conhece bem o terreno.

Maria disse...

Eu bem que desconfiava desta estória... afinal o homem parece que é apoiado pelo povo, pelo menos no que toca aos invasores criminosos...

Um beijo grande.

Graciete Rietsch disse...

Inundados por mentiras é que nós andamos. E assim quando e como poderá o Povo ganhar consciência, perante a situação criminosa em que o nosso País e a maioria do mundo estão a viver?

Um beijo.

Anónimo disse...

Também não transmitiram as imagens de um comício em Tripoli no dia 1 de Julho, com cerca de um milhão de apoiantes de Kadhafi. Para quem não viu, essas imagens estão aqui:

http://www.uruknet.info/?p=m79246&hd=&size=1&l=e