POEMA

REFLEXÃO TOTAL


Recolhi as tuas lágrimas
na palma da minha mão,
e mal que se evaporaram
todas as aves cantaram
e em bandos esvoaçaram
em torno da minha mão.
Em jogos de luz e cor
tuas lágrimas deixaram
os cristais do teu amor,
faces talhadas em dor
na palma da minha mão.


António Gedeão

6 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Pequeno, grande poema. A luta não se faz sem sofrimento. mas dela resulta sempre "um canto de pássaro".

Um beijo.

Justine disse...

Tão "ternurento"...o que não é muito habitual nele!

smvasconcelos disse...

Sempre lindo...:) Um beijo!

samuel disse...

Estou a ver que sempre que "recolhia lágrimas"... fazia coisas muito bonitas. As coisas que ele via, para além da água!

Abraço.

GR disse...

"e mal que se evaporaram
todas as aves cantaram"

Gedeão, palavra sempre belíssimas.

Bjs,

GR

Maria disse...

Belo! Mas todos os poemas de Gedeão são belos...

Um beijo grande
(e agora vou ler tudo...)