«AS PALAVRAS POSSÍVEIS»

«É difícil agarrar as palavras, aprisionadas nos meus dedos. Mas tenho que as soltar, forçá-las a descer para o papel.
Porque quero falar desta dor tão grande que não é só minha.
Porque a vi em muitos rostos: camaradas, amigos, desconhecidos.
Porque vi em muitos olhos as lágrimas que não consigo chorar.
Porque a senti em muitas mãos que se me deram. Em muitos abraços que me envolveram.
Partilhando-a.

Há que ter força, amigo - repetia, enquanto o dizia para mim própria. É isso que eles esperavam de nós: Vasco, Álvaro.

Tagore escreveu: "O oceano das lágrimas tem outra margem, senão nunca ninguém tinha chorado».
E nós sabemos que a única forma de atravessar esse largo, profundo, salgado e perigoso mar é lutando contra a força adversa da corrente.
Muitos têm ficado e ficarão ainda pelo caminho, porque os seus braços foram cruelmente decepados, tornando o nadar impossível. Porém, os corpos ficaram inteiros e limpos no fundo das águas e nos nossos corações.

Na outra margem habita o nosso sonho, o nosso mundo futuro, onde os homens respirarão cada letra da palavra liberdade, com tudo o que isso significa.
Agora, só nos resta transformar esta imensa dor em luta.
Cada vez mais forte.
Cada vez com mais confiança: palavra tão querida e repetida em teus lábios, irmão»


(de «Escrita de Esferográfica - Crónicas», Maria Eugénia Cunhal)

7 comentários:

Graciete Rietsch disse...

Estas palavras fizeram-me chorar.
Mas a luta continuará, com confiança, palavra tão forte do teu irmão, querida camarada Eugénia Cunhal.
Cravo de Abril, obrigada por nos trazeres estas palavras tão lindas de Eugénia Cunhal.
Um grande abraço.

smvasconcelos disse...

" Os amigos nunca partem. Mudam de vida...".
Este é um texto comovente, um tributo fraterno e belo a um Homem, que eternizamos quando seguimos o trilho da LUTA de todos nós.
Um beijo,

samuel disse...

Grande texto!

Abraço.

GR disse...

Eugénia Cunhal tem uma escrita forte, com palavras aveludadas.
Tenho pena que os seus livros de poemas, não sejam reeditados, são belíssimos.

Bjs,

GR

Fernando Ambrioso disse...

Palavra de veludo, mensagem forte
A Esperança no Combate
Vamos libertar a liberdade

Obrigado Geni

Maria disse...

'Aparentemente' tão frágil e no entanto tão forte! E tão belo!

Um beijo grande para ti.

Fernando Samuel disse...

Graciete Rietsch: com CONFIANÇA!
Um beijo.

smvasconcelos: seguir a sua luta é a melhor homenagem.
Um beijo.

samuel: sem dúvida.
Um abraço.

GR: palavras aveludadas: bem visto.
Um beijo.

Fernando Ambrioso: Vamos a isso!
Um abraço.

Maria: É isso mesmo.
Um beijo grande.