TUDO PREVISTO

Tal como estava previsto, Manuel Alegre foi ao Entroncamento, onde jantou com apoiantes da sua candidatura às presidenciais.
Como se previa, fez declarações.
Como as previsões apontavam, os jornais deram a notícia.

Tudo previsto, portanto, no que respeita ao desenvolvimento da operação-tabu - através da qual Alegre finge ter (e pretende espalhar) dúvidas sobre se sim ou não se candidatará ao cargo de Presidente da República - talvez apelando a uma «vaga de fundo», talvez «marcando terreno», talvez as duas coisas...

Segundo o Diário de Notícias e o Expresso, Alegre disse que «este é o tempo de uma nova atitude», e de «novas responsabilidades sociais, éticas e políticas», «para um combate que vale a pena e que chama por nós» - um combate «para mudar, não para que fique tudo na mesma».
O Expresso considera que, com estas declarações, Alegre «deu um ligeiro passo em frente».
O Diário de Notícias não considera nada.

Eu considero que estas declarações de Alegre - se fossem verdadeiras - constituiriam um gigantesco «passo em frente» na postura tradicional deste dirigente do PS, estreitamente ligado, há décadas, a atitudes velhas, a velhas irresponsabilidades sociais, éticas e políticas, e sempre envolvido num combate que valeu a pena, sim, mas para o prosseguimento da política de direita ao serviço dos interesses do grande capital...
Só que, tais declarações não passam do habitual blá-blá-blá deste candidato a candidato, como na devida altura confirmaremos.

Insisto: nesta operação-tabu está tudo previsto...

6 comentários:

samuel disse...

Há sempre um momento em que o previsível deixa de ser seguro para passar a ser muito chato. Alegre já passou esse momento há muito...

Abraço.

smvasconcelos disse...

Alegre tem uma sede de holofotes e mediatismo não superáveis no panorama político. Já cansa, mais ainda pela insustentabilidade do seu discurso, demagogo, que de esquerda já não tem nada.
beijo,

Maria disse...

Já escrevi algures que ainda o vamos ouvir falar de uma enorme "vaga de fundo" que o vai empurrar...
Mas ele pensa que nós somos parvos? Qual foi a oposição EFECTIVA e EFICAZ que ele fez à política de direita do seu partido, enquanto foi deputado? NENHUMA! E agora vai fazer o quê? Ok, papar uns almoços (ou jantares)...

Um beijo grande

Antuã disse...

É uma campanha alegre.

poesianopopular disse...

Primeiro votei Soares
Sampaio veio a seguir
Foram dois grandes azares
O Alegre não vou engolir.

Abraço

Crixus disse...

Concordo plenamente: nesta operação está tudo preparado e nada será deixado ao acaso. Têm os objectivos definidos, os meios à disposição e experiencia de muitos anos. E o poeta Alegre pode ser muito util a muita gente (menos ao povo português)

Um abraço