POEMA

QUEM É O TEU INIMIGO?


Ao que tem fome e te rouba
o último pedaço de pão chama-lo teu inimigo.
Mas não saltas ao pescoço
do teu ladrão que nunca teve fome.


Brecht

7 comentários:

smvasconcelos disse...

Pois... tão certeiro!
beijo,

poesianopopular disse...

Perceber esse facto - é a grande dificuldade!
Lá chegaremos!
Abraço camarada.

CRN disse...

Seriamos sempre nós próprios.

Maria disse...

Mais uma vez, grande Brecht!!!

Um beijo grande

filipe disse...

Nestes nossos tempos, tão exigentes e tão promissores, o "teu" Brecht a cada dia surge mais actual e "insubstituível"!
Manifestamente, ele nunca apreciou os que ficam "em cima do muro"...
Forte abraço!

samuel disse...

Bem... isso já não seria fome nem nada de igualmente "decente"... seria terrorismo...

Abraço.

Fernando Samuel disse...

smvasconcelos: certeiríssimo!
Um beijo.

poesianopopular: chegaremos!
um abraço grande.

CRN: Um forte abraço.

Maria: sempre, grande Brecht.
Um beijo grande.

filipe: o muro (a barricada) só tem dois lados: o nosso e o deles.
Um abraço grande, grande.

samuel: que é o que está na moda...
Um abraço.