«ARGUMENTOS»...

«O Irão é o maior apoiante, promotor e exportador de terrorismo do mundo de hoje» - disse, ontem, a secretária de Estado Hillary Clinton.

É mentira - e a senhora sabe que está a mentir.
Sabe, até, que se em vez de «Irão» tivesse dito «EUA» estaria a falar verdade.
Sabe, ainda, que é na base de «argumentos» como o «combate ao terrorismo» (ou «a defesa da democracia, da liberdade e dos direitos humanos»), que os governantes norte-americanos têm cometido ao longo dos anos, os mais cruéis actos de terrorismo, os mais execráveis atentados à democracia, à liberdade e aos direitos humanos os mais abomináveis crimes contra a humanidade.
E é esse saber que faz do imperialismo norte-americano o maior inimigo da humanidade, o mais sádico e brutal criminoso de guerra, responsável pelo assassinato de milhões e milhões de pessoas em todo o mundo.

(Não é por acaso que, sempre que um representante do imperialismo norte-americano faz acusações do tipo daquelas que ontem foram proferidas por Hillary Clinton, os cidadãos do país visado, num gesto instintivo, olham para o céu... a ver quando começam a cair as bombas...)



Entretanto, ontem também, em entrevista à BBC, Blair - esse abjecto lacaio do imperialismo norte-americano - justificou a participação da Grã Bretanha na invasão do Iraque.

Disse o criminoso de guerra: «O objectivo último da invasão era o derrubamento do regime de Saddam Hussein, independentemente da existência ou não de armas de destruição maciça».
Isto porque, explicou, «a necessidade de derrubar o regime não servia como argumento jurídico no plano internacional» - pelo que, se não existissem armas de destruição maciça, «teríamos que utilizar argumentos diferentes»...

Ora, «argumentos» é coisa que nunca falta ao bando de criminosos de que Blair faz parte.
Neste caso, as «armas de destruição maciça» foram o «argumento» para invadir, destruir e ocupar o Iraque - e para assassinar mais de um milhão de homens, mulheres e crianças inocentes.
No caso do Irão, a Clinton já veio dizer qual será o «argumento»...

9 comentários:

smvasconcelos disse...

A estes indivíduos já nem resta um pingo de pudor quanto mais prudência...
beijo,

LGF Lizard disse...

É notório que o camarada Fernando Samuel tem umas certas falhas no que diz respeito à História Mundial. Nota-se que não sabe (ou não quer saber) dos crimes comunistas, cerca de 100 milhões de pessoas, tornando-o na mais assassina ideologia da História da Humanidade.
Os comunistas pura e simplesmente não têm moral para falar de ninguém. Gulags soviéticos, chineses e norte-coreanos, campos da morte cambodjanos, o genocídio pela fome dos ucranianos (década de 30), deslocação forçada de povos considerados hostis na URSS (caso dos tchechenos), muros da morte (Berlim), etc., etc., etc.
O comunismo tem sempre consigo a morte, o sangue, as prisões, a ditadura.
Felizmente que tal ideologia já está morta e enterrada. Não obstante alguns saudosistas... tal como os saudosistas de outra ideologia, também assassina, chamada fascismo.
Estão bem uns para os outros.

samuel disse...

E como se vê pelo comentáro das 19:39, têm sempre farrapos onde limpar as mãos sujas de sangue e capachos onde limpar as botas. Pobres diabos que pensam que estando com os agressores e o império se tornam mais importantes...

Abraço.

Antuã disse...

Os criminosos inventam sempre argumentos execráveis e estão por toda a parte passsando mesmo por aqui. Desde os os Índios, passando por inúmeros sítios como Iroshima e acabando no Iraque e no mais que se verá, estes criminosos jamais se saciam de sangue de crianças, mulheres ou homens.

Maria disse...

E continuam impunes....

Um beijo grande

Manuel Rodrigues disse...

Dois comentários apenas:
1) LGF já matou e enterrou tantas vezes o comunismo que dá a impressão que, das duas, uma: ou acredita em fantasmas ou na ressurreição. É caso para dizer: VIVA O COMUNISMO!
2)O maior terrorista de todos os tempos foram (e são) os EUA (e os seus acólitos). A prová-lo está Iroshima e tantos outros crimes contra a humanidade. Nunca como hoje, foi tão necessária a LUTA PELA PAZ.

LGF Lizard disse...

Caro Manuel Rodrigues: não acredito nem numa nem noutra. Apenas constato a realidade... e a realidade é exactamente essa: o comunismo está morto e enterrado. Vocês é que ainda não receberam o aviso em casa....

Zé Canhão disse...

quando é que deixam de passar cartão a um pobre coitado que se habituou a passar por aqui?

Fernando Samuel disse...

smvasconcelos: o grande capital desconhece o pudor...
Um beijo.

LGF Lizard: Pois.

samuel: pobres diabos - dizes bem.
Um abraço.

Antuã: todos dias morrem 6o mil pessoas à fome ou por falta de cuidados de saúde - mais de 20 milhões por ano.
O «argumento» capitalista é: «esta é a ordem natural das coisas»...
Um abraço.

Maria: até um dia...
Um beijo grande.

Manuel Rodrigues: assim dás «pérolas a porcos»...
Um abraço.

Zé Canhão: um abraço.