CASOS DO DIA-A-DIA

«Há rapazes que nascem com o rabinho virado para a lua e, ainda por cima, têm grandes amigos nos lugares certos» - diz o Correio da Manhã de hoje.
E conta-nos o caso de um desses rapazes, de seu nome David Damião (DD).

Começou como jornalista da Rádio Renascença.

Daí trepou, em 1995, para assessor do então primeiro-ministro António Guterres.

Quando Guterres fugiu do Governo (em 2001), DD voou para conselheiro de imprensa na embaixada de Portugal em Londres.

Em 2005, quando Sócrates passou a ser primeiro-ministro, DD passou a ser assessor de Sócrates.

Finalmente - até ver... - foi nomeado conselheiro de imprensa da embaixada em Madrid.

No meio de tudo isto, há um pequeno pormenor: ao que parece, durante alguns anos, DD acumulou as funções que tinha em Londres (conselheiro da embaixada) com as que passou a ter em Lisboa (assessor de Sócrates).
Ou seja: certamente possuidor daquele dom da ubiquidade com que todos nós sonhamos, DD aconselhava a embaixada em Londres e, ao mesmo tempo, assessorava Sócrates em Lisboa...

E remata o jornal: «Isto é, anda desde 2001 a ganhar um rico ordenado que pode rondar os 15 mil euros. Há rapazes com sorte»

De facto, há rapazes com sorte.
Talvez porque o facto de terem nascido «com o rabinho virado para a lua» os fez encontrar «grandes amigos nos lugares certos».
Isto digo eu.

7 comentários:

Antuã disse...

É preciso ter sorte.

smvasconcelos disse...

Esta é uma daquelas situações que me revolvem para um estado quase de fúria incontida. Existem um quantos DD`s neste país (mais do que imaginamos)e não é a lua que os bafeja com a sorte. Também o sabemos... Por outro lado, também se conhecem tantos outros casos de mérito, competência, verticalidade a quem a lua não voltou as costas... foi o sistema mesmo, ou mais precisamente a rede escandalosa e desavergonhada de compadrios e amiguismo.
beijo,

poesianopular disse...

Está certo!
Para quem a vida é uma questão de procura e oferta!
É tudo uma questão de trocar o estômago por uma inceneradora, assim a digestão fica mais fácil!
Abraço

Graciete Rietsch Monteiro Fernandes disse...

Não consigo nem sequer sentir um mínimo de compreensão em relação a esse tipo de gente. Enojam-me!!!!
Tanto eles como os que concedem as benesses. Mas a dignidade e corência impor-se-ão. Abraços.

alex campos disse...

Mas há muitos mais "boys" assim requintados.

um abraço

samuel disse...

A culpa não é da lua...

Abraço.

Maria disse...

Não sendo a culpa da lua, nem do rabinho, será então... da total ausência de vergonha de uns e do outro.

Um b eijo grande