PS&PSD, Lda.

«Quem passou mais tempo no Governo?» - pergunta o Expresso.
E, feitas as contas, responde: Durão Barroso, com 4474 dias lidera, logo seguido de vários colegas do PSD, aos quais se seguem vários colegas do PS e, depois, uns tantos colegas do CDS/PP.

Esta liderança nominal do PSD não tem qualquer significado especial ou, pelo menos, não quer dizer que o PSD tenha desempenhado um papel mais relevante do que o desempenhado pelo PS nestas três décadas de governação.
Não: PS & PSD, Lda. constituem uma sociedade perfeita enquanto executante fiel da política de direita ao serviço dos interesses do grande capital - sendo certo que o PS tem sido o chefe de fila dessa política de direita, beneficiando do facto de, fraudulentamente, se apresentar como um partido de esquerda.
E a verdade é que se o actual Governo PS/José Sócrates se mantiver no poder até finais do próximo ano, o ranking passará a ser comandado, nominalmente, por três actuais governantes do PS: Mariano Gago, Luís Amado e José Sócrates.

Aliás, neste caso os nomes nada contam: o que conta é a política e a família que executa essa política.
Vistas as coisas nesta perspectiva, facilmente concluiremos que quem está no poder há 33 anos é uma família - uma família política e ideologicamente unida, mas que, às vezes, por razões tácticas (e estratégicas), tem que fingir divergências para melhor levar a água ao moinho familiar da política de direita.

7 comentários:

smvasconcelos disse...

Exactamente!
E como é notório, este conluio só tem prejudicado o país...
beijos

poesianopopular disse...

...isso não será mania tua?
Os rapazes coitados até já deram em sucateiros!
Quer dider; sucateiros chiques!
Onde é que isto irá chegar?
Que GRANDES FILHOS DA PÀTRIA!
Abraço

Antuã disse...

São uns lindos meninos!...

samuel disse...

O que é chato é que ao fim de tantos anos de cruzamentos familiares e consaguinidade... já começam a dar à luz as aberrações que sempre resultam da promiscuidade familiar continuada...

Abraço.

Manuel Rodrigues disse...

Mas é mesmo da sua natureza gerarem estas aberrações. Ou, por outras palavras, que podemos nós esperar do ovo da serpente?...
Abraço
Manuel

Fernando Samuel disse...

smvasconcelos: essa é que é essa!...
Um beijo.

poesianopopular: é capaz de ser mania minha, é...
Um abraço.

Antuã: no género horroroso...
Um abraço.

samuel: é no que dão as consaguinidades...
Um abraço.

Manuel Rodrigues: está-lhes no sangue...
Um abraço.

Ana Camarra disse...

Não dei por grandes diferenças é como as novelas mudam os actores, nada mais!