POEMA

VIAGEM ATRAVÉS DA FESTA


Reivindicamos a alegria.
Reivindicamos as canções de liberdade.
Reivindicamos a música ordenadora do universo.
Reivindicamos as mãos dadas dos amantes.
Reivindicamos o sabor descoberto de todas as coisas.
Reivindicamos as pontes tranquilas.
Reivindicamos a invenção das cidades habitáveis.
Reivindicamos a palavra, o poema, o livro.

Reivindicamos a festa.
Reivindicamos esta arma.


Mário Castrim

Com esta «Viagem através da festa», o Cravo de Abril inicia a publicação de um conjunto de poemas de Mário Castrim, publicados em dois pequenos livros - «Viagens» e «Nome de Flor» - editados por ocasião das Festas do Avante! de 1977 e 1979, por iniciativa da «célula dos trabalhadores da Renascença Gráfica/Diário de Lisboa».
É a nossa homenagem - pequena, modesta, simples, mas feita de muita amizade, camaradagem e admiração e, por isso, nascida no fundo do coração - ao grande escritor, poeta, cronista, homem da cultura e militante comunista que foi o Mário Castrim.

9 comentários:

samuel disse...

Belo poema, grande ideia!

Abraço.

smvasconcelos disse...

Uma muito merecida homenagem!:)
bjs,

Aristides disse...

As saudades que eu tenho de Castrim! Ainda no outro dia, encontrei nos papéis antigos uma entrevista que ele concedeu à revista de fim de semana do DN em que afirmava que em 91 todos os comunistas abalaram um pouco, do que ele tinha pena era dos que desabaram completamente.
Gostei de ver os camaradas que vi na nossa grande Festa.
Abraço camarada

Ludo Rex disse...

Reivindicamos a festa!
Abraço

Maria disse...

Quanta saudade, já...
Não nos demos o abraço, mas vamos dar-nos um dia destes!

Um beijo grande
(e um abraço, muito especial... ainda a tempo, sempre...)

Justine disse...

Ele bem merece a homenagem.
Reivindiquemos então a memória boa!

poesianopopular disse...

O Mário Castrim,ainda hoje é uma arma temível, para todos os antí-comunistas, nós e eles sabemos bem porquê!
Abraço

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

è essa a nossa festa, depois vem dentro de nós o resto do ano, para dar animo!

beijos

Fernando Samuel disse...

samuel: até porque o Castrim anda algo esquecido...
Um abraço.

smvasconcelos: estamos de acordo.
Um beijo.

Aristides: gostei de te ver e à tua família - foi pena o tempo não chegar para... nos sentarmos e falarmos um bocado.
Um abraço grande.

Ludo ex: reivindicamos o Futuro.
Um abraço.

Maria: um beijo grande - e obrigado.

Justine: se merece!...
Um beijo.

poesianopopular: e têm razºao para o temer...
Um abraço, camarada.

Ana Camarra: o resto do ano até à próxima Festa...
Um beijo.