LEVADOS E BEM LEVADOS...

Pelo que tem sido dito e escrito estamos perante a iminência de uma tragédia que atingirá muitos milhões de pessoas em todo o planeta e roubará a vida a um número indeterminado, mas elevado, dos atingidos.
É este, em resumo desdramatizado, o aviso que nos chega sobre as consequências da gripe A - para combater a qual estão a ser produzidas e vendidas milhões e milhões de vacinas, de máscaras, de etc, etc...

Eis senão quando, segundo o Sol, o Bastonário da Ordem dos Médicos de Espanha, pede a palavra e diz:
«Estamos perante uma epidemia de medo causada por uma doença fantasma que só serve interesses económicos e políticos».

E o Bastonário da Ordem dos Médicos de Portugal, acrescenta:
«Isto tudo é um absurdo. Estão a gastar-se milhões com uma doença banal. Esta gripe é menos perigosa do que a gripe sazonal».

Quer isto dizer que estamos, uma vez mais, a ser levados... e bem levados...

9 comentários:

poesianopopular disse...

Ninguém me tira da cabeça, que tudo isto apenas serve para apalpar o pulso ao mundo, para se certificarem do estado psicológico da humanidade, para depois a partir daí.?.?.?.?.?
Entretanto, o oportunismo avança...
Abraço

Maria disse...

Tenho ouvido durante o dia que amanhã, sendo dia de eleições, as mesas de voto serão apetrechadas com um frasco grande de desinfectante, etc. etc., e que as pessoas deverão usar esferográficas próprias em vez das colocadas nos locais de voto.
Só falta dizer para levarem máscaras. Palpita-me que este aviso, assim dito, hoje, não é por acaso...

Um beijo grande

smvasconcelos disse...

É a manipulação dos meios de comunicação pelo capital, para desinformar, alarmar e rentabilizar com o medo colectivo. Esta é uma gripe tão preocupante quanto a sazonal, as mesmas precauções e medidas de prevenção, os mesmos grupos de risco (à partida...), os mesmos cuidados e recomendações médicas: resguardo, higiene, nutrição, medicação sintomática, pois antivírica para o H1N1, agente de mutabilidade imprevisivel , e como nos querem fazer crer não há! E, entretanto, com tanto embuste informativo há quem lucre política e economicamente....
beijos,

Membro do Povo disse...

Não será crime espalhar alarmismos infundados?

Nelson Ricardo disse...

Membro do Povo, espalhar alarmismos infundados só é crime quando se trata de alguém da "arraia miúda", da "gente baixa", quando é alguém pertencente à "excelsa" burguesia então seguramente é algo "fundamentado" e "razoável", é mais ou menos a lógica d'«o patrão não dorme, apenas descansa a vista».

O mais revoltante tudo nisto é o modo como se está a induzir comportamentos em massa, através de uma autêntica campanha do Medo. É Nojento e tem Capital escrito por todo o lado.

samuel disse...

Como já temos falado... é uma vergonha. Apenas se vai confirmando mais e mais...

Abraço.

Antuã disse...

Isto não é novo. Aconteceu o mesmo com a chamada gripe das aves.

maria povo disse...

Pois!! mas quando da gripe das aves, a OMS mandou fechar as fronteiras para que a doença não se espalhasse... é que vinha da china e havia que fazer essa economia "abrandar"...

agora a gripe suina vinha da américa e, no momento presente, não convinha nada à economia amerciana fechar "as portas"... a OMS manteve-se calada, daí a gripe propagou-se!!! dava (dá) jeito!!! às farmaceuticas!!!

Cuba, que mandou fechar as fronteiras, não consta que a gripe se tenha propagado!!!

...quem não os conhecesse... e às suas "armadilhas"!!!

infelizmente ainda há quem acredite neles!!! e o medo é sempre a melhor arma dos cobardes!!! Alerta!!!

Fernando Samuel disse...

poesianopopular: serve, de certeza, para muitos negócios escuros...
Um abraço.

Maria: esta cambada não tem mesmo ponta de vergonha...
Um beijo grande.

smvasconcelos: e é para que esses lucrem que tudo isto acontece...
Um beijo.

Membro do Povo: subscrevo a resposta do Nelson Ricardo.
Um abraço.

Nelson Ricardo: de acordo.
Um abraço.

samuel: e assim será até...
Um abraço.

Antuã: neles nada é novo...
Um abraço.

maria povo: eles são férteis em organizar pretextos para o lucro...
Um beijo amigo.