NEM A BRINCAR...

A notícia chegou e disse:

Gustavo Villoldo era um empresário cubano - representante da General Motors em Cuba - e pai de um filho com o mesmo nome.

Em 1959 a sua empresa foi nacionalizada por decisão do governo revolucionário, aplicada pelo Che, então presidente do Banco Nacional de Cuba - e Gustavo Villoldo, inconformado com o facto, suicidou-se, tomando uma dose elevada de comprimidos para dormir.

Gustavo Villoldo (filho) fugiu para os EUA e, em 1967, integrava o comando de agentes da CIA que perseguiu e assassinou o Che na Bolívia.

Agora, o filho intentou uma acção contra Fidel e o Che, acusando-os de responsáveis pela morte do pai.

E um juiz norte-americano não só lhe deu razão como condenou Fidel e o Che a pagarem-lhe uma indemnização de 700 milhões de euros.

A notícia só não diz como é que a sentença vai ser executada, e o que acontecerá aos acusados se não pagarem a indemnização ao acusador...

Esta justiça norte-americana é danada para a brincadeira... - mas nem mesmo a brincar deixa de exibir o seu conteúdo de classe.

14 comentários:

duarte disse...

se a justiça condenasse o henry kissinger e o governo norte-americano,pagavam com o quê?
abraço do vale em obras

samuel disse...

E se, por todo o mundo, gente que ama Che Guevara, se juntar para apresentar no mesmo tribunal uma queixa contra esse garotão Villoldo, acusando-o de participar no asssassínio do Che e pedindo uma indemnização de 7.000 milhões de euros?

Luís Reis disse...

Esses senhores deviam era irem trabalhar...
Coisas destas só mesmo nos EUA.
Abraço

Nunes disse...

E dizia o Obama que ía reatar os diálogos de paz com Cuba...

A administração norte-americana, de raíz anglo-saxónica, sempre foi racista e com tendência de conquistar e dominar o planeta.
Esta faceta racista é visível no seu sistema de justiça que, por exemplo, condena a pena perpétua o índio Lakota Leonard Peltier por um crime que não cometeu.

Leiam-se textos como o "Manifest destiny" e algumas das opiniões sobre a ilha de Cuba dos militares que se apoderaram da ilha de Cuba em 1898.

Os cubanos anti-castristas, ajudados pela estrutura de poder americana, têm o mesmo papel que no passado tiveram os batedores índios Crow e Pawnee, na conquista das "Black Hills" que pertenciam às famílias Lakota. Fazem o papel de batedores do aparelho político e militar.

Maria disse...

Quase não dá para acreditar. Mas subscrevo a proposta do Samuel...

Um beijo grande

Aristides disse...

Se o homem queria obrigar o Che a pagar-lhe uma indemnização, matá-lo não terá sido o caminho mais adequado. Ainda há-de aparecer um americano a queixar-se por ter apanhado cancro nos pulmões por ter sido influenciado a fumar através das fotografias em que Che Guevara aparecia a fumar o seu puro.
Esta gente é´o máximo!
Abraço

pintassigo disse...

Os tribunais americanos são mesmo para brincar!...

filipe disse...

O seu conteúdo de classe, vazado na mais detestável concepção de domínio imperialista sobre todos os outros países e povos. E, querendo provocar e agredir, esta gentalha não brinca, nem nunca se engana ou distrai quando tratam de designar o seu inimigo.
Já agora, um apontamento crítico: assim procedessem igualmente muitos ingénuos de esquerda, e decerto menos espaço de manobra e acção teriam os imperialistas, agora acobertados pela personagem cínica e diligentemente fabricada de um Obama muito "democrata" e "dialogante"...
A luta, continua! Um abraço.

Ana Camarra disse...

Subscrevo o SAmuel também, ainda acho pouco...


beijo

Ludo Rex disse...

Coisas destas só mesmo nos EUA...
Abraço

aferreira disse...

-Será os mesmos juízes que condenaram os cinco heróis cubanos presos nas masmorras do sr. Obama...-Era bom fazer-mos algo que tal uma petição para a libertação imediata dos cinco dirigida ao sr. Obama.
-----------------------------------
No granma de Jovens protestam perante a
nova injustiça contra os Cinco
A recente negativa da Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos a revisar o caso de nossos Cinco Heróis, apesar de um reclamo de Liberdade! latente em todos os cantos do planeta, assim como o adiamento do processo legal do criminoso Luis Posada Carriles, demonstra mais uma vez, que a justiça no império do norte nem é cega, nem usa óculos transparentes.
- A libertação imediata dos Cinco é a única maneira de fazer justiça
- MIAMI 5

Crixus disse...

São muito engraçados os juizes americanos... Abraço

GR disse...

Estes assassinos têm cá uma lata!
A proposta do Samuel, redigida de uma outra forma daria uma boa Petição Internacional.
Porque não!
Libertação imediata para os 5 Cubanos.

GR

Fernando Samuel disse...

Duarte; sabe-se lá...
Um abraço.

samuel: então, o tal tribunal e o tal juiz condenavam-te por teres sido o autor da ideia...
Um abraço.

Luis Reis: de facto, é um país especializado em coisas destas...
Um abraço.

Nunes: Obama tem um conceito de diálogo «made in USA»...
Um abraço.

Maria: quase não dá para acreditar... mas é verdade...
Um beijo grande.

Aristides: olha que não é tão improvável como à primeira vista pode parecer...
Um abraço.

pintassilgo: mas extremamente perigosos...
Um abraço.

filipe: pertinentíssimo o teu apontamento crítico.
Um abraço.

Ana Camarra: nã havia indemnização que pagasse os crimes dessa cambada.
Um beijo.

Ludo Rex: é o país de coisas destas...
Um abraço.

aferreira: a Associação de Amizade Portugal Cuba está a organizar uma série de iniciativas de solidariedade com os cinco.
Um abraço.

Crixus: engraçadíssimos...
Um abraço.

GR: é a chamada «latosa»...
Um beijo.