ISTO ANDA TUDO LIGADO

«Salazar: 42 anos após cair da cadeira, está na moda»: diz o Diário de Notícias de hoje na sua primeira página.
É uma evidência que «Salazar está na moda». Se dúvidas houvesse, bastaria esta notícia e o destaque que o DN lhe dá - notícia à qual há que juntar muitas outras que nas últimas semanas têm feito as delícias dos média dominantes, que, como é sabido, se pelam por estas coisas... e há que acrescentar ainda os vários livros publicados ou anunciados sobre esta figura da «moda»...

Pretextos para falar de Salazar não faltam: ou é o aniversário do seu nascimento, ou o da sua queda da cadeira, ou o da sua morte...
E, não por acaso certamente, todos esses média revelam uma unanimidade comovedora no que respeita à designação do regime que Salazar criou e do qual foi Chefe durante quase quatro décadas.
A espressão «regime fascista» - a que melhor e com mais rigor define esse regime - nunca é utilizada, eles lá sabem porquê, ou seja: o que «está na moda» é utilizar a expressão criada pelo próprio Salazar: «Estado Novo» - ou, então, actualizar essa expressão chamando ao regime fascista «antigo regime»...

Curiosamente, os média que, falando do passado, fazem de Salazar uma figura «na moda», são os mesmos que, falando do presente, fazem da política de direita uma política «na moda»...

A confirmar que isto anda tudo ligado.

10 comentários:

poesianopopular disse...

Tens razão isto continua tudo ligado, porque nunca foi cortado o cordão umbulical, e quando foi,já era muito tarde, de tal modo que o corpo da Revolução mirrou, aumentando assim o corpo da reacção
" A verdade e a mentira sobre o 25 de Abril" diz como foi.
Eles andam por aí!
Abraço

trepadeira disse...

Claro que está tudo ligado.
Basta ver quem são os donos-patrões.
abraço,
mário

smvasconcelos disse...

Tens razão... há uma moda no ar de um qualquer revivalismo (que me assusta, confesso), jornais, rádio, revistas... Não tenho ligado muito nem tido vontade de ler ou ouvir, e deparando-me com o teu post, acho que não tenho feito mal de todo...
Beijo,

GR disse...

Covardes fascistas estiveram escondidos tantos anos.Por mim morrem todos à fome, há muito deixei de comprar pasquins.
Passo-me quando ouço falar do ditador assassino e bolorento.

Como sempre excelente post!

Bjs,

GR

Graciete Rietsch disse...

Pois anda , anda e começou logo a seguir a ABRIL. Já aqui tenho dito que esta maravilhosa revolução só pecou por ser demasiado meiguinha.

Um abraço.

joão l.henrique disse...

Aproveitando o natural descontentamento do povo com as políticas deste governo,os fascistas tentam trazer para a agenda o nome salazar.
Impõe-se a luta da informação,da verdade histórica, de que este post é um exemplo.

Um abraço.

samuel disse...

O teu texto sobre o canalha sugere-me um "comentário" tão extenso, que prefiro fazer dele o meu post para esta noite...

Abraço.

albano ribeiro disse...

Querem branquear a ditadura e o "manholas",mas não vão conseguir enquanto houver um comunista, neste país, a luta continua.
Um abraço

Maria disse...

Não nos surpreende que ande tudo ligado.
Como não nos surpreende que nunca se tenha feito a "conferência sobre o fascismo" proposta por Álvaro Cunhal, no cemitério dos Prazeres, há muitos anos, quando o M. Soares (que ali mesmo aceitou fazer) era governante... é que anda mesmo tudo ligado.

Um beijo grande.

Fernando Samuel disse...

poesianopopular: é preciso «desligar» isto tudo...
Um abraço.

trepadeira: os mesmos de sempre...
Um abraço.

smvasconcelos: é sempre útil (embora enervante...) sabermos o que eles dizem...
Um beijo.

GR: eles andam por aí...
Um beijo.

Graciete Rietsch: em todo o caso foi uma Revolução...
Um beijo.

joão l.henrique: e as políticas deste governo têm cada vez mais traços fascizantes.
Um abraço.

samuel: e fizeste um excelente post.
Um abraço.

albano ribeiro; essa é uma grande verdade.
um abraço.

Maria: ó se anda!...
Um beijo grande.